Apoio familiar no aporte financeiro para novos negócios resultantes de projetos educacionais

Luiz Diego Vidal Santos, Francisco Sandro Rodrigues Holanda, Rayssa Juliane Souza Santos

Resumo


Esta pesquisa tem por objetivo verificar a influência do apoio familiar no aporte financeiro aos projetos de negócios resultante de grupos de estudantes participantes do Programa de extensão Empreenda Agro Sustentável. Este estudo caracteriza-se como Survey descritivo exploratório, conduzido no período de desenvolvimento do programa educacional que ocorreu de agosto a novembro de 2019, recorrendo à análise das duas dimensões, a intenção/pretensão em empreender dos estudantes e a participação familiar e influência de terceiros no desenvolvimento do empreendedorismo. Pode-se perceber que os alunos participantes apresentam forte necessidade de apoio financeiro vindo de outras esferas tais como linhas de créditos e apoio de investidores. Por meio dos resultados obtidos nesta pesquisa ficou evidente que, os alunos envolvidos no decorrer do programa demostraram que mesmo adquirindo conhecimento e capacidade de evolução dos negócios desenvolvidos, necessitam de apoio externo ao seu círculo de convivência para pôr a frente o empreendimento.


Palavras-chave


Negócios familiares; Startups; Sustentabilidade; Projeto de Extensão.

Texto completo:

PDF

Referências


AJZEN, I. Attitudes, traits, and actions: dispositional prediction of behavior in personality and social psychology. In: BERKOWITZ, L. (org.). Advances in Experimental Social Psychology. [S. l.]: Academic Press, 1987. v. 20. p. 1-63. Disponível em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0065260108604116. Acesso em: 13 abr. 2020.

ANDRADE, J. dos S.; FERNANDES, S. A. de S. A importância da educação contextualizada para o desenvolvimento do semiárido. Revista NERA, Presidente Prudente, v. 19, n. 34, 157-178, 2016.

AUGUSTE, S.; BRICKER, A. What leads and what restricts entrepreneurship? Evidence from Ar-gentina. [S. l.]: Mimeo, 2016.

BAGGIO, A. F.; BAGGIO, D. K. Empreendedorismo: conceitos e definições. Revista de Em-preendedorismo, Inovação e Tecnologia, [s. l.], v. 1, n. 1, p. 25-38, jan. 2015.

BASTOS, P. de M. A.; MATTOS, L. B. de; SANTOS, G. C. Determinantes da pobreza no meio rural brasileiro. Revista de Estudos Sociais, [s. l.], v. 20, n. 41, p. 4-30, 2018.

BRASIL. Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Comércio Exterior e Serviços. Comex Stat: exportação agrícola do Brasil. Banco de dados. Brasília, [2020]. Disponível em: http://comexstat.mdic.gov.br/pt/geral. Acesso em: 16 nov. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução no 466, de 12 de dezembro de 2012. Brasília, DF, 2012.

COSTA, P. da et al. Educação e empreendedorismo para o desenvolvimento rural sustentável. In: COSTA, J. R. da et al. (ed.). Educação de qualidade: contribuições da Embrapa. Brasília, DF: Embrapa, 2018. p. 43-62.

DAMANPOUR, F.; SCHNEIDER, M. Phases of the adoption of innovation in organizations: effects of environment, organization and Top Managers1. British Journal of Management, Chin-chester, v. 17, n. 3, p. 215-236, set. 2006.

DORNELAS, J. C. A. Empreendedorismo Corporativo: como ser empreendedor, inovar e se dife-renciar em organizações estabelecidas. 3. ed. São Paulo: LTC, 2015. v. 1.

EDELMAN, L. F. et al. The impact of family support on young entrepreneurs’ start-up activi-ties. Journal of Business Venturing, New York, v. 31, n. 4, p. 428-448, jul. 2016.

FAUSTINO, M.; AMADOR, F. O conceito de “sustentabilidade”: migração e mudanças de significados no âmbito educativo. Indagatio Didactica, [s. l.], v. 8, n. 1, p. 2021-2033, jan. 2016.

FAYOLLE, A.; LINAN, F.; MORIANO, J. A. Beyond entrepreneurial intentions: values and motivations in entrepreneurship. International Entrepreneurship and Management Journal, [s. l.], v. 10, n. 4, p. 679-689, dez. 2014.

FERREIRA, A. da S. M. et al. Preditores individuais e contextuais da intenção empreendedora entre universitários: revisão de literatura. Cadernos EBAPE.BR, [s. l.], v. 15, n. 2, p. 292-308, jun. 2017.

FIGUEIREDO, N. G. da S. et al. Educação Profissional e evasão escolar em contexto: motivos e reflexões. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 25, n. 95, p. 356-392, abr. 2017.

FONSECA, V. C.; DOMINGUES, J. O. Financiamento de startups: aspectos econômicos dos investimentos de alto risco e mecanismos jurídicos de controle. Revista de Direito Econômico e Socioambiental, Curitiba, v. 9, n. 1, p. 319-354, 2018.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREITAS, A. F. de; FREITAS, A. F. de; DIAS, M. M. Mudanças conceituais do desenvolvi-mento rural e suas influências nas políticas públicas. Revista de Administração Pública, Rio de Ja-neiro, v. 46, n. 6, p. 1575-1597, dez. 2012.

GARCIA-RODRIGUEZ, F. J. et al. Entrepreneurial process in peripheral regions: the role of motivation and culture. European Planning Studies, Abingdon, v. 25, n. 11, p. 2037-2056, nov. 2017.

GEORGESCU, M.-A.; HERMAN, E. The impact of the family background on students’ en-trepreneurial intentions: an empirical analysis. Sustainability, Switzerland, v. 12, n. 11, 2020.

GONZAGA, S. K. Infraestrutura culinária sob a ótica da administração: como a abordagem sistêmica pode auxiliar na geração de valor em novos negócios. [S. l.: s. n.], 2017.

HAIR, J. F. et al. Multivariate data analysis. Upper Saddle River, NJ: Pearson Prentice Hall, 2006. v. 6.

IBGE. Coordenação de População e Indicadores Sociais. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira em 2020. Rio de Janeiro, 2020.

INTERNATIONAL BUSINESS MACHINES CORPORATION. IBM SPSS Statistics for Mac-intosh, Version 25.0. Armonk, 2017.

JENA, R. K. Measuring the impact of business management Student’s attitude towards entre-preneurship education on entrepreneurial intention: a case study. Computers in Human Behavior, [s. l.], v. 107, jun. 2020. DOI: https://doi.org/10.1016/j.chb.2020.106275.

KAGEYAMA, A. O novo padrão agrícola brasileiro: do complexo rural aos complexos agroin-dustriais. In: AGRICULTURA e políticas públicas. Brasília, [s. n.], 1990. p. 113-223.

KRUEGER, N. F.; BRAZEAL, D. V. Potencial empreendedor e empreendedores em potencial (Entrepreneurial Potential and Potential Entrepreneurs). Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, [s. l.], v. 7, n. 2, p. 201-226, 2018.

KRUEGER, N. F.; REILLY, M. D.; CARSRUD, A. L. Competing models of entrepreneurial intentions. Journal of Business Venturing, New York, v. 15, n. 5, p. 411-432, set. 2000.

KUPP, M.; SCHMITZ, B.; HABEL, J. When do family firms consider issuing external equity? Understanding the contingent role of families’ need for control. Journal of Family Business Man-agement, [s. l.], v. 9, n. 9, set. 2019. Disponível em: https://www-emerald.ez20.periodicos.capes.gov.br/insight/content/doi/10.1108/JFBM-08-2018-0021/full/html. Acesso em: 13 abr. 2020.

LAZZARESCHI, N. Novas competências profissionais e empregabilidade no limiar do século XXI. Estudos de Sociologia, Recife, v. 1, n. 22, p. 245-290, 2016.

LEITE, E. D.; DIAS, C. N. Aprendizagem empreendedora para o desenvolvimento de regiões brasileiras: o fomento de competências na formação acadêmica do Instituto Federal de Brasília. Negócios em Projeção, [s. l.], v. 6, n. 1, p. 204-220, 2015.

LOPES, R. M. A. Educação empreendedora: conceitos, modelos e práticas. [S. l.]: Elsevier, 2010.

MARINHO, G. M. Startups: conceito, natureza jurídica e os contratos de investimento. 2019. Dissertação (Mestrado em Direito das Empresas e do Trabalho) - Instituto Universitário de Lisboa, Lisboa, 2019.

MELIOU, E. Family as a eudaimonic bubble: Women entrepreneurs mobilizing resources of care during persistent financial crisis and austerity. Gender, Work & Organization, Oxford, v. 27, n. 2, p. 218-235, mar. 2020.

MENGUE, T. H. S.; SCHMIDT, S.; BOHNENBERGER, M. C. Contribuições do investimen-to anjo para o desenvolvimento de startups na região metropolitana de Porto Alegre. Revista Gestão e Desenvolvimento, [s. l.], v. 16, n. 1, p. 71-98, fev. 2019.

NASSAR JUNIOR, A. P. et al. Fatores associados à satisfação profissional e pessoal em inten-sivistas adultos brasileiros. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, São Paulo, v. 28, n. 2, p. 107-113, jun. 2016.

NITAHARA, A. Informalidade no mercado de trabalho é recorde. Rio de Janeiro: Agência Brasil, 31 out. 2019. Disponível em: http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2019-10/informalidade-no-mercado-de-trabalho-e-recorde-aponta-ibge. Acesso em: 7 jan. 2020.

NOBRE, F. et al. A amostragem na pesquisa de natureza científica em um campo multipara-digmático: peculiaridades do método qualitativo. CIAIQ, [s. l.], v. 3, p. 157-166, jul. 2016. Dis-ponível em: https://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2016/article/view/938. Acesso em: 25 set. 2020.

OLIVEIRA, A. G. M. de; MELO, M. C. de O. L.; MUYLDER, C. F. D. Educação Empreen-dedora: o desenvolvimento do empreendedorismo e inovação social em instituições de ensino superior. Revista Administração em Diálogo, [s. l.], v. 18, n. 1, p. 29-56, jan. 2016.

PIETROVSKI, E. F. et al. Análise do potencial empreendedor em alunos do ensino superior: aplicação da teoria à prática. Innovar: Revista de Ciencias Administrativas y Sociales, [s. l.], v. 29, n. 71, p. 25-42, 2019.

PIRAUX, M.; CANIELLO, M. Reflexões retrospectivas e prospectivas sobre a governança ter-ritorial para o desenvolvimento rural no Brasil. Raízes: Revista de Ciências Sociais e Econômi-cas, Campina Grande, v. 39, n. 2, p. 359-379, 2019. Disponível em: https://agritrop.cirad.fr/595518/. Acesso em: 20 jul. 2020.

PORFÍRIO, J. A.; FELÍCIO, J. A.; CARRILHO, T. Family business succession: analysis of the drivers of success based on entrepreneurship theory. Journal of Business Research, Athens, v. 115, p. 250-257, 2020.

PUZI, M. A. M.; ISMAIL, H. N.; JAAFAR, S. M. R. S. Transgenerational entrepreneurship and survivability in rural economy. IOP Conference Series: Earth and Environmental Science, [s. l.], v. 447, p. 012070, mar. 2020.

RAZA, A.; MUFFATTO, M.; SAEED, S. The influence of formal institutions on the relation-ship between entrepreneurial readiness and entrepreneurial behaviour. Journal of Small Business and Enterprise Development, [s. l.], v. 26, n. 6, fev. 2019. Disponível em: https://www-emerald.ez20.periodicos.capes.gov.br/insight/content/doi/10.1108/JSBED-01-2018-0014/full/html. Acesso em: 13 abr. 2020.

RIBEIRO, M. A. O projeto profissional familiar como determinante da evasão universitária-um estudo preliminar. Revista Brasileira de Orientação Profissional, São Paulo, v. 6, n. 2, p. 55-70, 2005.

RIBEIRO, M. A. R.; RIBEIRO, M. A. R. Riqueza e endividamento na economia de plantation açucareira e cafeeira: a família Teixeira Vilela-Teixeira Nogueira, Campinas, São Paulo, século XIX. Estudos Econômicos, São Paulo, v. 45, n. 3, p. 527-565, set. 2015.

ROCHA, E. L. de C.; FREITAS, A. A. F. Avaliação do Ensino de Empreendedorismo entre Estudantes Universitários por meio do Perfil Empreendedor. Revista de Administração Contempo-rânea, Rio de Janeiro, v. 18, n. 4, p. 465-486, ago. 2014.

RODRIGUES, I. L. et al. Intenção empreendedora em estudantes de administração: um estudo com estudantes da Universidade Federal do Ceará. REMIPE - Revista de Micro e Pequenas Empre-sas e Empreendedorismo da Fatec Osasco, Osasco, v. 5, n. 1, p. 65-84, 30 jan. 2019.

ROS, M.; GOUVEIA, V. V. Psicología social de los valores humanos. Desarrollos teóricos, metodo-lógicos y aplicados. Madrid: Editorial Biblioteca Nueva, 2001.

SCHAEFER, R.; MINELLO, Í. F. A formação de novos empreendedores: natureza da aprendi-zagem e educação empreendedora. Revista da Micro e Pequena Empresa, Campo Limpo Paulista, v. 11, n. 3, p. 2-20, 21 dez. 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.21714/19-82-25372017v11n3p220.

SILVA, E. G. da. Mudança estrutural e crescimento econômico: uma questão esquecida. Socio-logia: Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto, v. 14, 31 maio 2017. Disponível em: https://pentaho.letras.up.pt/index.php/Sociologia/article/view/2463. Acesso em: 18 jan. 2020.

SOTO, J. D.; DELGADO, P. L. Does Family and Lone Founder Involvement Lead to Similar Indebtedness? Journal of Small Business Management, Morgantown, v. 57, n. 4, p. 1531-1558, out. 2019.

SOUZA, D. L. et al. Empreendedorismo e desenvolvimento local: uma análise do programa microempreendedor individual em Minas Gerais, Brasil. Desenvolvimento em Questão, Ijuí, v. 14, n. 37, p. 262-292, 2016.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE. UFS em Número 2017. Sergipe, 2018.

VICENTINI, D. H.; PIZZUTTI, J. H.; CARVALHO, M. R. de. A influência da liderança em tempos de crise. Revista Científica, [s. l.], v. 1, n. 1, nov. 2018. Disponível em: http://revistas.unilago.edu.br/index.php/revista-cientifica/article/view/83. Acesso em: 16 nov. 2020.

VIEIRA, S. C.; BERNARDO, C. H. C.; LOURENZANI, A. E. B. S. Política Pública de ATER para o desenvolvimento rural sustentável na Agricultura Familiar. Revista Eletrônica Com-petências Digitais para Agricultura Familiar, Tupã, v. 1, n. 1, p. 1-22, nov. 2015.




DOI: https://doi.org/10.5585/cpg.v19n2.18378

Direitos autorais 2020 Cadernos de Pós-graduação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos de Pós-graduação
e-ISSN: 2525-3514
www.cadernosdepos.org.br

Cadernos de Pós-graduação ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional