Avaliação da mobilidade e acessibilidade no pólo gerador de viagens UPE/Unicap na cidade de Recife - PE

Marcia Rejane Oliveira Barros Carvalho Macedo, Luiza Bandeira Rodrigues de Carvalho, Bianca Oliveira Ferreira, Emilia Rahnemay Kohlman Rabbani

Resumo


Objetivo: Analisar a mobilidade no Polo Gerador de Viagens (PGV) UPE/UNICAP a partir da observação dos padrões de viagem, da opinião da população e as condições dos meios de transportes no acesso as universidades.

Metodologia: Questionário online com perguntas sobre as características dos deslocamentos, as motivações e barreiras para utilizá-los. Análise da mobilidade e acessibilidade do PGV utilizando o Índice de Mobilidade Sustentável para Campus Universitários (IMSCamp) e Sistemas de Informações Geográficas (SIG).

Relevância: Responsável por muitos impactos no meio urbano, principalmente pela promoção do transporte individual motorizado, o setor de transportes ocasiona a degradação da mobilidade da população. Sob a ótica da sustentabilidade, a mobilidade deve ser analisada para identificar ações para o uso e ocupação do solo de forma a mitigar os danos causados ao meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida da população.

Resultados: O tempo médio do estudante que mora a 10 km de distância do PGV é 2,8 vezes superior ao dos estudantes que moram até 5 km de distância do mesmo. Os estudantes de graduação são mais adeptos aos modos ativos de transporte e campanhas de conscientização.

Contribuições: A partir do diagnóstico do quadro atual de mobilidade e a identificação das suas principais problemáticas, será possível auxiliar na proposição de melhorias e adequações que possibilitem a mobilidade urbana sustentável no PGV.

Conclusão: O contato com a discussão acerca de modos ativos de transporte e priorização do pedestre deixa os usuários mais propícios a reconsiderar o uso do automóvel particular.


Palavras-chave


Polo gerador de viagem; Mobilidade urbana sustentável; Modos ativos de transporte.

Texto completo:

PDF (English) PDF

Referências


Barbetta, P. A. (2001) Estatística Aplicada as Ciências Sociais. 4 ed. Florianópolis: Ed. da UFSC.

Campos, V. B. G. (2006). Uma Visão da Mobilidade Urbana Sustentável. Revista dos Tranportes Públicos, 2, 99-106.

Carvalho, H. H. S. de. Santos, A. B. P. S. dos. (2018). Aplicação de Índice de Mobilidade Urbana Sustentável na Universidade Federal do Maranhão – Campus Bacanga. Anais do 32° Congresso de Pesquisa e Ensino em Tcongransportes, ANPET, Gramado, 1, 2950–2961.

Oliveira, A. M. (2015). Um Índice para o Planejamento de Mobilidade com Foco em Grandes Pólos Geradores de Viagens - Desenvolvimento e Aplicação em um Campus Universitário. Dissertação (Mestrado) - Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos.

Parra, M. C; Portugal, L. (2006). Gerenciamento da Mobilidade dentro de um Campus Universitário: Problemas e Possíveis Soluções no Caso UFRJ. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ.

PDTU. (2016). Plano Diretor de Transportes Urbanos da Região Metropolitana do Recife. Disponível em: < http://www.cidades.gov.br/home/stories/arquivoSEMOB/relat_final.shtm >. Acesso: 07/jul/2020.

Portugal, L. da S. (2012). Polos Geradores de Viagens Orientados a Qualidade de Vida Ambiental: Modelos e Taxas de Gerações de Viagens. Rio de Janeiro, RJ.

Pinto, J. A. M. T. (2011). Análise Espacial de Indicadores da Qualidade de Serviço de Transportes Colectivos. Dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa.

Ribeiro, V. (2010). Sistemas de Informação Geográfica como ferramenta de análise de distâncias. Revista GeoPlanUM, 1, p.3-7.

Stein, P. P. (2013). Barreiras, Motivações e Estratégias para Mobilidade Sustentável no Campus São Carlos da USP. Dissertação (Mestrado) - Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos.




DOI: https://doi.org/10.5585/geas.v11i1.19809

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade

Journal of Environmental Management & Sustainability

Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade ©2022 Todos os direitos reservados.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional