O futuro dos direitos fundamentais: o dilema da previsão versus a proteção frente ao fenômeno do populismo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5585/2023.22716

Palavras-chave:

Ernesto Laclau, futuro dos direitos fundamentais, populismo, previsão e garantia dos direitos fundamentais

Resumo

A discussão sobre os o futuro dos direitos fundamentais e o dilema entre a garantia daqueles já positivados e a criação de outros, serve de tema para o presente trabalho. Inicialmente, é feito um escorço histórico sobre a positivação de direitos desde a Magna Carta de 1215 até a Constituição Federal atual. Apresentam-se, então, as primeiras três gerações dos direitos fundamentais e passa-se a demonstrar a riqueza e a amplitude da previsão destes direitos no texto constitucional. Apresentam-se, também, os mecanismos de proteção já positivados. Em seguida, são trazidas informações numéricas que demonstram como os direitos fundamentais mais básicos são diuturnamente violados no país. Diante do exposto, é debatida a necessidade da criação de novas gerações, bem como de novos direitos fundamentais que possam vir a ser necessários para atender as demandas oriundas da rápida evolução da sociedade. Por fim, o conceito de populismo de Laclau é apresentado, discutindo-se os seus principais aspectos e elementos constitutivos, buscando-se elucidar quais são os fatores que levam os políticos populistas a agirem, ou não agirem, na garantia dos direitos fundamentais. Conclui-se, enfim, que somente por meio da educação e da conscientização é que a população poderá estar livre do encantamento dos políticos populistas, exercendo seu direito ao voto para escolher representantes que realmente se preocupem com a garantia da dignidade da pessoa humana. O método dedutivo foi utilizado para a elaboração do presente artigo, por meio de revisão bibliográfica de artigos, obras e informações da rede mundial de computadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael José Nadim de Lazari, Universidade de Marília - UNIMAR / Marília (SP)

Advogado, consultor jurídico e parecerista. Pós-Doutor em Democracia e Direitos Humanos pelo Centro de Direitos Humanos da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra/Portugal. Estágio Pós-Doutoral pelo Centro Universitário “Eurípides Soares da Rocha”, de Marília/SP. Doutor em Direito Constitucional pela Pontifícia Universidade Católica, de São Paulo/SP. Professor da Graduação, do Mestrado e do Doutorado em Direito da Universidade de Marília/SP - UNIMAR. Professor convidado de Pós-Graduação (LFG, EBRADI, Projuris Estudos Jurídicos, Aprovação PGE, dentre outros), da Escola Superior de Advocacia e de Cursos preparatórios para concursos e exame da Ordem dos Advogados do Brasil (LFG, G7, Vipjus, IED, Vocação Concursos, PCI Concursos, dentre outros). Professor dos Programas “Saber Direito” e “Academia”, na TV Justiça, em Brasília/DF. Membro da UJUCASP - União dos Juristas Católicos de São Paulo. Palestrante no Brasil e no exterior. Autor, organizador e participante de inúmeras obras jurídicas, no Brasil e no exterior

Advogado, consultor jurídico e parecerista. Pós-Doutor em Democracia e Direitos Humanos pelo Centro de Direitos Humanos da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra/Portugal. Estágio Pós-Doutoral pelo Centro Universitário “Eurípides Soares da Rocha”, de Marília/SP. Doutor em Direito Constitucional pela Pontifícia Universidade Católica, de São Paulo/SP. Professor da Graduação, do Mestrado e do Doutorado em Direito da Universidade de Marília/SP - UNIMAR. Professor convidado de Pós-Graduação (LFG, EBRADI, Projuris Estudos Jurídicos, Aprovação PGE, dentre outros), da Escola Superior de Advocacia e de Cursos preparatórios para concursos e exame da Ordem dos Advogados do Brasil (LFG, G7, Vipjus, IED, Vocação Concursos, PCI Concursos, dentre outros). Professor dos Programas “Saber Direito” e “Academia”, na TV Justiça, em Brasília/DF. Membro da UJUCASP - União dos Juristas Católicos de São Paulo. Palestrante no Brasil e no exterior. Autor, organizador e participante de inúmeras obras jurídicas, no Brasil e no exterior

Josival Luiz Dias, Universidade de Marília - UNIMAR / Marília (SP)

Aluno do Mestrado em Direito do PPGD da UNIMAR - Universidade de Marília/SP. Pós-Graduado em Gestão Empresarial pela FGV - Fundação Getúlio Vargas. Graduado em Direito pela UNIVAP - Universidade do Vale do Paraíba

Sandro Marcos Godoy, Universidade de Marília - UNIMAR / Marília (SP)

Pós-Doutor em Direito pela Università degli Studi di Messina/Itália. Doutor em Direito - Função Social do Direito pela FADISP - Faculdade Autônoma de Direito. Mestre em Direito - Teoria do Direito e do Estado pela UNIVEM - Centro Universitário “Eurípides”, de Marília/SP. Graduado em Direito pela Instituição Toledo de Ensino, de Presidente Prudente/SP. Especialização em Direito Processual Civil e Especialização em Direito Civil pela Instituição Toledo de Ensino, de Presidente Prudente/SP. Professor permanente do Programa de Mestrado e Doutorado e da Graduação na UNIMAR - Universidade de Marília/SP. Advogado da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - SABESP. 

Referências

AGÊNCIA BRASIL. Analfabetismo cai, mas Brasil ainda tem 11 milhões sem ler e escrever. 2020. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2020-07/taxa-cai-levemente-mas-brasil-ainda-tem-11-milhoes-de-analfabetos. Acesso em: 17 jul. 2022.

AGÊNCIA SENADO. Inteligência artificial: direitos fundamentais não podem ser violados, alertam especialistas. 2022. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2022/06/09/inteligencia-artificial-direitos-fundamentais-nao-podem-ser-violados-alertam-especialistas. Acesso em: 17 jul. 2022.

BOBBIO, Norberto. A era dos direitos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

BONAVIDES, Paulo. Curso de direito constitucional. 26. ed. São Paulo: Malheiros, 2011.

BRASIL. Constituição (1824). Constituição Política do Império do Brasil. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao24.htm. Acesso em: 16 jul. 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Poluição atmosférica na ótica do Sistema Único de Saúde: vigilância em saúde ambiental e qualidade do ar. Brasília: Ministério da Saúde, 2021. 18 p. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/poluicao_atmosferica_SUS_saude_ambiental.pdf.Acesso em: 17 jul. 2022.

BRITISH LIBRARY. Magna Carta 1215. Disponível em: https://www.bl.uk/collection-items/magna-carta-1215. Acesso em: 16 jul. 2022.

CÂMARA DOS DEPUTADOS. Proposta de Emenda à Constituição PEC 182/2015. 2019. Disponível em: https://www.camara.leg.br/propostas-legislativas/2075915. Acesso em: 17 jul. 2022.

COMPARATO, Fábio Konder. Direitos humanos no Brasil: o passado e o futuro. Revista USP, São Paulo/SP, Universidade de São Paulo - USP, n. 43, p. 168-175, set./nov. 1999. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/29841. Acesso em: 16 jul. 2022.

DANTAS, Miguel Calmon. Populismo e desenho institucional no constitucionalismo contemporâneo. Revista Populus, Salvador/BA, Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, n. 5, p. 117-135, jul./dez. 2018. Salvador: Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, 2018. Disponível em: http://eje.tre-ba.jus.br/course/view.php?id=59. Acesso em: 24 jul. 2022.

FACHIN, Zulmar. Curso de direito constitucional. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2012.

FERREIRA FILHO, Manoel Gonçalves. Curso de direito constitucional. 41. ed. São Paulo: Forense, 2020.

GUIMARÃES, Antonio Marcio da Cunha; GUIMARÃES, Arianna Stagni; GUIMARÃES, Gabriel Stagni. Perspectivas do direito internacional à educação. Revista Argumentum - RA, Marília/SP, Universidade de Marília - UNIMAR, v. 22, n. 1, p. 31-40, jan./abr. 2021. Disponível em: http://ojs.unimar.br/index.php/revistaargumentum/article/view/1121/86. Acesso em: 17 jul. 2022.

HOLT, James Clark. Magna Carta. Cambridge: Cambridge University Press, 2015.

IBGE. Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil. 2019. 12 p. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101681_informativo.pdf. Acesso em: 17 jul. 2022.

LACLAU, Ernesto. A razão populista. São Paulo: Três Estrelas, 2013.

LOBATO, Anderson Cavalcante. O reconhecimento e as garantias constitucionais dos direitos fundamentais. Revista dos Tribunais, ano 6, n. 22, p. 141-159, jan./mar. 1998. Disponível em: http://www.repositorio.furg.br/bitstream/handle/1/2428/O%20reconhecimento%20e%20as%20garantias%20constitucionais%20dos%20direitos%20fundamentais.pdf?sequence=1. Acesso em: 16 jul. 2022.

MACIEL, Bruna. O uso de “significantes vazios” no discurso dos direitos humanos: contribuições da teoria de Ernesto Laclau para compreensão de princípios de identificação democráticos em comunidades políticas pluralistas. 2010. 104 f. Dissertação (Mestrado em Direito). Centro de Ciências Jurídicas, Faculdade de Direito de Recife, Universidade Federal de Pernambuco. Recife. 2010. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4879. Acesso em: 24 jul. 2022.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. Há 726.712 pessoas presas no Brasil. 2016. Disponível em: https://www.justica.gov.br/news/ha-726-712-pessoas-presas-no-brasil. Acesso em: 17 jul. 2022.

NUNES JÚNIOR, Flávio Martins Alves. Curso de direito constitucional. São Paulo: Saraiva Educação, 2019.

RODRIGUÊS, Theófilo Machado. Populismo de esquerda versus populismo de direita no início do século XXI: o conflito político nos EUA, Inglaterra, França e Alemanha. Revista Estudos Políticos, Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal Fluminense, Niterói/RJ, Universidade Federal Fluminense - UFF, v. 9, n. 17, p. 70-85, jul. 2018. Disponível em: https://periodicos.uff.br/revista_estudos_politicos/article/view/39851/22936. Acesso em: 18 jul. 2022.

ROTH, Kenneth. A perigosa ascensão do populismo: ataques globais aos valores dos direitos humanos. 2017. Relatório Mundial 2017. Human Rights Watch. Disponível em: https://www.hrw.org/pt/world-report/2017/country-chapters/298540. Acesso em: 24 jul. 2022.

SAMPAIO, José Adércio Leite. Direitos fundamentais. 2. ed. Belo Horizonte: Del Rey, 2010.

SILVA, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. 28. ed. São Paulo: Malheiros, 2007.

UNICEF. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/declaracao-universal-dos-direitos-humanos. Acesso em: 16 jul. 2022.

VORMITTAG, Evangelina da Motta P. A. de Araújo; CIRQUEIRA, Samirys Sara Rodrigues; WICHER NETO, Hélio; SALDIVAIV, Paulo Hilário N. Análise do monitoramento da qualidade do ar no Brasil. Estudos Avançados, Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA-USP), São Paulo/SP, Universidade de São Paulo - USP, v. 35. n. 102, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ea/a/fbCFjRbBRhf4M5F6xQVrbfR/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 17 jul. 2022.

Downloads

Publicado

30.06.2023

Como Citar

NADIM DE LAZARI, Rafael José; DIAS, Josival Luiz; GODOY, Sandro Marcos. O futuro dos direitos fundamentais: o dilema da previsão versus a proteção frente ao fenômeno do populismo. Prisma Juridico, [S. l.], v. 22, n. 1, p. 136–152, 2023. DOI: 10.5585/2023.22716. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/prisma/article/view/22716. Acesso em: 13 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos