A influência do desmame precoce no desenvolvimento de hábitos bucais deletérios

Maria Eliana Cruz de Almeida, Nágila Silva Melo, Savana de Alencar Maia, Andrea Melo Moutinho da Costa

Resumo


Os benefícios que o aleitamento materno proporciona à saúde do bebê são indiscutíveis, incluindo desde fatores nutricionais, devido às suas propriedades protéicas, até o crescimento adequado do sistema estomatognático. Neste estudo, teve-se como objetivo avaliar a associação entre desmame precoce e instalação de hábitos de sucção não-nutritiva. Foram aplicados questionários a 705 pais de crianças, de 6 a 36 meses de idade, de ambos os sexos, cadastrados pela Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas (SUSAM), no Centro de Atenção Integral a Criança (CAICs) Dr. Moura Tapajós, Dr. Paulo Xerez e Dr. Gilson Moreira. Observou-se que das crianças que tiveram o desmame precoce, 76,2% não desenvolveram o hábito de sucção digital, e 52,4%, de sucção de chupeta. No que diz respeito ao desmame precoce e ao uso de mamadeira, 82,5% fizeram uso da alimentação artificial. Após análise estatístico-descritiva e teste Qui-quadrado, constatou-se que existe diferença significativa entre o desmame precoce e as formas de sucção não-nutritiva. Observou-se, ainda, que a sucção digital e a de chupeta não apresentaram influência no desmame precoce, porém houve substituição do aleitamento natural pelo artificial.

Palavras-chave


Aleitamento materno e sucção não-nutritiva. Desmame precoce. Hábitos bucais deletérios.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v6i2.1074

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2007 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.