Avaliação da capacidade funcional, humor e cognição em pacientes portadores de DPOC

Marineide Leme Santos, Renato José Rosa, Adriana Marques Battagin

Resumo


Pacientes com DPOC apresentam aumento da demanda ventilatória durante as atividades, causando dispnéia e fadiga, que prejudicam a capacidade funcional. Além da limitação física, a DPOC causa prejuízo nas relações afetivas, sexuais, de lazer e profissionais. Portanto, faz-se necessário avaliar o grau de comprometimento da capacidade funcional, alteração do humor e cognição em pacientes portadores dessa doença. Durante o estudo, foram aplicados os seguintes instrumentos: Escala de Atividades Básicas de Vida Diária (AVD), Escala de Atividades Instrumentais de Vida Diária (AIVD), Escala de Depressão Geriátrica (GDS) e Miniexame Mental (MEM). O estudo foi realizado no Ambulatório da Uninove, sendo avaliados 30 pacientes. Em nosso estudo, não foi observada correlação entre as AVD, AIVD, GDS, MEM, VEF1 e idade. A depressão não estava relacionada com a VEF1 nem com a idade; no entanto, sabe-se que, quando desconhecida e não tratada, tem implicações no tratamento médico. Seria interessante analisar a oxigenação e correlacioná-la com alterações cognitivas nos pacientes estudados.

Palavras-chave


Capacidade funcional; Depressão; DPOC; Função cognitiva.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v8i2.1570

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.