Comparação dos níveis pressóricos de um grupo de hipertensos submetidos a um protocolo de orientações e de outro, sem

Edinéia Reis Castelo Bonalume, Vanessa Delgado Abreu, Zaide Silva Frazão

Resumo


Busca-se, por meio deste estudo, comparar os níveis pressóricos de grupos controle e experimental na atenção primária pela aplicação de um instrumento não farmacológico. Trata-se de Estudo de Campo, de caráter observacional, randomizado, qualitativo, fundamentado na verificação pressórica diária de uma amostra n= 20, distribuída em dois grupos: o controle n= 10 e o experimental n= 10, em que foram implementadas intervenções com base na mudança de estilo de vida por meio de uma alimentação saudável, restrição a sódio, abandono de hábitos tabagistas e atividades físicas aeróbicas sob orientação. Esses dados foram registrados em gráficos e discutidos. A amostra correspondia a 30% do sexo masculino e 70% do feminino, idade mediana de 56 anos, 100% hipertensos e maiores, 70% farmacodependentes, 30% praticavam esportes, 60% estavam em sobrepeso, 50% faziam dieta alimentar, 20% etilistas, 10% tabagistas, 90% diabéticos e 40% dislipidêmicos. A pesquisa aponta as estratégias para a prevenção da HAS, com grande importância especialmente no âmbito da atenção primária, produzindo consideráveis impactos socioeconômicos.

Palavras-chave


Hipertensão; Prevenção; Protocolo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v8i2.1603

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.