Treinamento de força e treinamento funcional em adolescente lesado medular – Relato de caso

Ana Claudia Nunciato, Denise Pastrelo, Richard Diego Leite, Jonato Prestes, Carla Christina Medalha

Resumo


O objetivo neste estudo foi analisar a influência do treinamento de força associado ao treinamento específico funcional, a fim de verificar se houve melhora na independência funcional de um paciente lesado medular. A amostra foi composta por um voluntário com lesão medular, do sexo masculino, com 12 anos de idade. Realizou-se um programa de treinamento de força (periodização linear) em mecanoterapia, associado a um de reabilitação por meio das técnicas de FNP e treino de transferências específico. Foram avaliadas as variáveis força (teste de 1RM) e medida de independência funcional (MIF). Observaram-se aumentos porcentuais na força de 66% no supino reto; 62%, no puxador costas; 75%, na remada baixa; 100%, no peck deck; 275%, na extensão tríceps na máquina, e 70%, no bíceps Scott. A MIF apresentou aumento de 15%. Concluiu-se que a associação do treinamento de força com o específico funcional melhorou a independência funcional do paciente.

Palavras-chave


Independência funcional; Paraplegia; Reabilitação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v8i2.1644

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.