Efeito dos exercícios de estabilização na intensidade da dor e no desempenho funcional de indivíduos com lombalgia crônica

Ana Cristina Lamounier Sakamoto, André de Souza Nicácio, Laura Amaral e Silva, Renan Caldeira Victória Júnior, Ian Lara Lamounier Andrade, Lucas Rodrigues Nascimento

Resumo


Introdução: A instabilidade clínica é a perda da habilidade de manter a coluna em de um deslocamento fisiológico, quando cargas são impostas de forma que não haja presença de déficit neurológico, maiores deformidades ou dor incapacitante. A instabilidade é considerada um dos fatores mais importantes para o surgimento da dor lombar. Para manter a estabilidade é necessária a integridade dos subsistemas neural, passivo e ativo (muscular). Pessoas com lombalgia apresentam uma alteração no recrutamento dos músculos abdominais profundos e multífido, podendo levar a uma diminuição da função desses indivíduos. Objetivos: Objetivou-se verificar os efeitos de um programa de quatro semanas de exercícios de estabilização lombar na intensidade da dor e no nível de funcionalidade de 13 sujeitos com dor lombar crônica inespecífica. Resultados: Os resultados indicaram melhora significativa, após quatros semanas de intervenção, nas variáveis intensidade de dor (p=0,007) e nível de funcionalidade (p=0,002). Conclusão: Os resultados sugerem que um curto período de reabilitação orientada é capaz de promover melhora significativa em variáveis de dor e função, possivelmente reduzindo tempo de afastamento laboral e custos em saúde pública.

Palavras-chave


Dor lombar; Fisioterapia; Reabilitação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v8i4.1988

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.