Avaliação dos principais fatores etiológicos em indivíduos portadores de insuficiência renal crônica em hemodiálise

Amanda Vieira Cassini, William Malagutti, Francisco Sandro Menezes Rodrigues, Rogério Barbosa de Deus, Anderson Sena Barnabe, Luciana Francisco, Renato Ribeiro Nogueira Ferraz

Resumo


Introdução: A Insuficiência Renal Crônica (IRC) caracteriza-se pela redução progressiva das funções renais. Quando seu estágio terminal se instala, torna-se necessária a instituição de alguma das modalidades de Terapia Renal Substitutiva, por exemplo, a hemodiálise (HD). Objetivo: Identificar as etiologias mais prevalentes em pacientes portadores de IRC em HD. Método: Foram analisados 80 prontuários e observados dados, tais como etnia, sexo, idade, grau de escolaridade e doença de base que evoluiu para IRC. Resultados: Do total da amostra, 72,5% eram portadores de Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS); 32,5%, de Diabetes Melito (DM) tipo 2, e 25% apresentavam as duas patologias. Quanto à escolaridade, apenas 27,5% possuíam o Ensino Fundamental completo. Conclusão: A criação ou a drástica reformulação de campanhas que visem prevenir as complicações da HAS e do DM, sobretudo entre indivíduos com baixa escolaridade, talvez possa contribuir para a redução do número de casos de IRC, reduzindo os custos aos sistemas de saúde e, principalmente, melhorando a qualidade de vida de seus portadores, que podem prevenir ou, pelo menos, retardar a sua admissão em programas de TRS.

Palavras-chave


Etiologia; Hemodiálise; Insuficiência renal; Prevalência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v9i3.2240

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.