Prevalência de lesões musculoesqueléticas em atletas adolescentes

Shaiane da Silva Tomazoni, Bruna Guimarães dos Santos Zanetto, Ernesto Cesar Pinto Leal Junior

Resumo


Introdução: As lesões esportivas em adolescentes variam em decorrência de fatores tais como tipo de esporte praticado, tempo despendido e nível de exigência. Objetivo: Verificar a prevalência de lesões musculoesqueléticas em atletas adolescentes. Métodos: Coleta de dados de prontuários (contendo idade, data de nascimento, estatura, massa corporal, modalidade esportiva, gênero, localização anatômica, classificação e origem da lesão) dos atletas atendidos no serviço de Fisioterapia do IME-UCS, que apresentaram lesões musculoesqueléticas de julho de 2005 a junho de 2009. Resultados: O gênero masculino apresentou maior número de lesões (67,6%). A maioria das lesões foi de origem traumática (69%). O voleibol apresentou maior número de lesões (28,0%). A lesão mais frequente foi entorse (24,8%) e o joelho teve maior prevalência de lesões (25,3%). Conclusão: É de grande importância a realização de estudos sobre prevalência de lesões musculoesqueléticas, pois possibilita aos profissionais que trabalham com esporte planejar seus treinamentos, podendo evitar possíveis lesões.

Palavras-chave


Adolescentes; Esporte; Lesões musculoesqueléticas; Prevalência.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2011 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.