Estudo do grau de polarização linear em lesões de pele irradiadas com laser durante o processo de cicatrização

Daniela de Fátima Teixeira Silva, Alessandro Melo Deana, Cristiane Miranda França, Kristianne Porta Santos Fernandes, Raquel Agnelli Mesquita Ferrari, José Antônio Silva Junior, João Carlos Ferrari Corrêa, André Felipe Henriques Librantz, Martha Simões Ribeiro

Resumo


Introdução: Alguns dos fatores determinantes na resposta fotobiológica da terapia laser em baixa intensidade são o estado fisiológico do tecido e as características ópticas do feixe, como a polarização de seu campo elétrico. Objetivos: Investigaram-se o grau e a preservação da polarização linear em amostras de pele de rato sadia e lesionada. Métodos: Criolesões foram realizadas no dorso de ratos e tratadas por quatro dias com 1J/cm2. O campo elétrico do laser foi alinhado a 0º e a 90º em relação à coluna vertebral dos animais. Resultados: A polarização foi mantida nas camadas superficiais da pele, sendo mais preservada na pele queimada. Durante o processo cicatricial, a lesão cujo campo elétrico foi alinhado a 0º em relação à coluna vertebral mostrou um grau de polarização semelhante àquele da pele sadia. Conclusões: O processo de reparação da pele foi influenciado pela polarização linear do feixe laser de He-Ne.

Palavras-chave


Cicatrização de feridas; Óptica e fotônica; Terapia a laser de baixa intensidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v9i4.2514

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.