Fortalecimento dos músculos estabilizadores da escápula e qualidade de vida de indivíduos com hemiparesia

Geraldo Fabiano de Souza Moraes, Lucas Rodrigues Nascimento, Adam Edwards Glória, Célia Maria Rocha e Paiva, Thiago de Arruda Teixeira Lopes, Shelley Caroline Pereira, Aline Cristina de Souza, Edênia Santos Garcia Oliveira, Daniela Matos Garcia Oliveira

Resumo


Introdução: A fraqueza muscular é descrita como diretamente responsável pelo comprometimento da função de membros superiores e da qualidade de vida (QV) após AVE, justificando o treinamento resistido em programas de reabilitação. Objetivo: Avaliar os efeitos de um programa de fortalecimento muscular progressivo na capacidade de gerar força e na QV de indivíduos com hemiparesia. Método: Realizou-se um estudo quase-experimental em voluntários com AVE, submetidos a 13 semanas de fortalecimento dos músculos estabilizadores da escápula. O efeito do treinamento na força muscular foi determinado pela variação na capacidade de gerar força e a QV foi avaliada pelo SF-36. Foram consideradas estatísticas descritiva, visual e variação mínima clinicamente significante (VMCS). Resultados/Conclusões: Observou-se melhora na capacidade de gerar força após o treinamento. Todos os domínios relacionados à QV apresentaram melhora após o período de intervenção, embora alguns não tenham atingido a VMCS. Os resultados demonstraram efeitos positivos em força e QV dos participantes.

Palavras-chave


cerebrovascular; Fisioterapia; Hemiparesia; Ombro; Reabilitação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v10i2.2619

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2011 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.