Prevalência e fatores associados ao tabagismo entre estudantes universitários

Lílian Gomes Sousa, Maria do Carmo Carvalho Martins, Francisco Teixeira Andrade, Manoel Dias de Souza Filho, Regina Célia Assis, Thiago Luz Santos, Ingrid Lara do N. F. de Carvalho, André Bastos Veras, Giuliano Paz Oliveira

Resumo


Objetivo: Investigar a prevalência de tabagismo entre estudantes de uma universidade pública e os fatores a ela associados. Métodos: Estudo transversal com amostra probabilística proporcional constituída por 482 estudantes dos diferentes centros de ensino da instituição. Os estudantes responderam a um questionário adaptado do estudo realizado pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas, com perguntas dirigidas a fumantes, ex-fumantes e não fumantes. Foram estudadas variáveis sociodemográficas e as características do hábito tabágico. A análise estatística foi realizada por meio do teste de Qui-quadrado. Resultados: A prevalência de tabagismo foi de 6%, com maior proporção de fumantes (p=0,01) do sexo masculino (9,0%). A maioria dos fumantes (74,1%) iniciou o hábito de fumar com mais de 21 anos de idade. Além disso, houve associação entre tabagismo e o consumo de bebida alcoólica. Conclusão: Observou-se reduzida prevalência de tabagismo entre os estudantes. Houve associação entre tabagismo e sexo masculino e consumo de bebidas alcoólicas.

Palavras-chave


Tabagismo, Estudantes, Educação superior, Prevalência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v11n1.2962

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.