Capacidade funcional e dor em idosos nos períodos pré e pós-operatório de cirurgia cardíaca

Kelin Gnoatto, Josiéle Casanova Mattei, Alana Piccoli, Janaíne Cunha Polese, Silvia Lanziotti Azevedo da Silva, Rodrigo Costa Schuster, Camila Pereira Leguisamo

Resumo


Introdução: A cirurgia cardíaca pode gerar dor e perdas funcionais em idosos. Objetivo: Avaliar capacidade funcional e dor de idosos em períodos pré e pós-operatório (PO). Métodos: Realizou-se um estudo longitudinal, com amostra de 46 idosos submetidos à cirurgia cardíaca. Utilizaram-se Medida de Independência Funcional (MIF), Escalas Visual Analógica e Numérica da Dor e Diagrama Corporal, avaliados em três momentos. Usaram-se também o teste de Wilcoxon, para comparação; e o de Spearman, para avaliar as associações entre as variáveis estudadas. Resultados: A média de idade foi 69,3 ± 1 anos, prevalecendo o sexo masculino. Observou-se independência em 97,8% da amostra no pré-operatório; 65,2%, dependência de até 50%, no segundo dia PO; e 60,9%, dependência de até 75%, no quinto dia PO. A associação entre tempo de internação total, pós-operatório e MIF mostrou-se significativa no segundo e quinto PO. Conclusão: Idosos submetidos à cirurgia cardíaca apresentam declínio da funcionalidade e diminuição da dor com o passar dos dias.

Palavras-chave


Cirurgia Torácica; Dor; Idoso; Fisioterapia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v11n2.3001

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.