Prevalência de obesidade e hipertensão arterial em uma população de motoristas profissionais rodoviários interestaduais de ônibus

Raquel Pastréllo Hirata, Josiane Carniatto Cerra, Cesar Rodrigues Macedo, Jonilson Favareto, Fernando Sergio Studart Leitão Filho, Giuseppe Insalaco, Luis Vicente Franco de Oliveira

Resumo


Introdução: Motoristas rodoviários apresentam comportamento sedentário e dieta incorreta, colaborando para uma epidemia de sobrepeso e obesidade. Objetivos: Identificar a prevalência de obesidade e hipertensão arterial em uma população de motoristas profissionais interestaduais de ônibus. Métodos: Foram coletados dados de 602 motoristas referentes à idade, peso, altura, índice de massa corpórea, circunferências abdominal e de pescoço, pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD). Resultados: Todos os sujeitos eram do sexo masculino, com média de idade de 41,5±6,9 anos. Do total de motoristas, 343 (57,0%) apresentaram sobrepeso, e 113 (18,8%) foram considerados obesos. Em relação à PAS, 416 (70,9%) eram pré-hipertensos, e 39 (6,4%), hipertensos. Já quanto à PAD, 310 (52,8%) voluntários eram pré-hipertensos, e 182 (31,0%), hipertensos. Conclusões: Foi verificada uma alta prevalência de sobrepeso/obesidade e de hipertensão arterial nessa população, constituindo um problema de grande relevância social, principalmente na área de transporte de passageiros.

Palavras-chave


Hipertensão; Obesidade; Saúde ocupacional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v10i3.3046

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2011 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.