A influência dos lipídios da dieta sobre a aterosclerose

Kelly Cristina Ribeiro, Roberta de Cássia Oliveira Shintaku

Resumo


A doença aterosclerótica é apontada como primeira causa de morte no mundo, sendo responsável por infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral, além de atuar sinergicamente sobre o desenvolvimento de doenças como hipertensão arterial sistêmica (HAS) e diabetes mellitus (DM). O principal fator envolvido no seu desenvolvimento é o colesterol e o lipídio plasmático em altas concentrações. A low-density lipoprotein (LDL) se constitui no maior reservatório de colesterol no plasma humano, representando 60% a 70% do colesterol plasmático total. Os estudos têm demonstrado haver uma associação positiva entre a ingestão de gordura saturada e o aumento de eventos cardiovasculares, bem como uma associação negativa destes, com a ingestão de gorduras insaturadas. Visto o impacto da doença e suas implicações sobre a população mundial, o objetivo deste estudo foi, por meio de revisão bibliográfica, reunir alguns estudos e informações, de maneira precisa, sobre como os lipídios da dieta se relacionam com tal evento. Concluímos que a dieta atua de maneira benéfica ou não, dependendo do tipo e quantidade de lipídio ingerido. Uma dieta equilibrada e saudável, com aumento de gorduras insaturadas e diminuição de gorduras saturadas, é benéfica não só para a prevenção e tratamento da aterosclerose, mas também para a prevenção e controle de outros fatores de risco associados, tais como a HAS e o DM.

Palavras-chave


Aterosclerose. Dieta. Lipídios.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v3i0.324

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2004 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.