Comportamento eletromiográfico da musculatura cervical e do ombro durante corrida de kart

Glauko André Figueirêdo Dantas, José Jamacy de Almeida Ferreira, Heleodório Honorato dos Santos

Resumo


Introdução: No kart, uma modalidade do automobilismo, é comum pilotos se queixarem de dores cervicais e/ou nos membros superiores. Objetivo: Analisar o comportamento eletromiográfico da musculatura cervical e do ombro em pilotos de kart. Métodos: Analisaram-se os músculos TS, EA, ECM, e DA de 21 homens, com pelo menos seis meses de prática no kart, sendo comparada a Root Mean Square (RMS) normalizada pelo pico do sinal EMG entre os lados direito e esquerdo, com e sem uso de colete cervical (testes “t” Student e Wilcoxon) e entre músculos do mesmo lado (ANOVA One-way), normalizados pelo pico. Resultados: O DA esquerdo mostrou maior ativação comparado ao DA direito, entre os músculos de mesmo lado e com e sem uso de colete (P<0,01). Conclusões: A musculatura do ombro foi mais ativada que a do pescoço durante a corrida de kart, e o uso do colete não alterou a atividade EMG cervical.

Palavras-chave


Eletromiografia; Lesões do esporte; Membro superior; Pescoço.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v11n3.3653

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.