O senso de posição articular do joelho não é alterado pela dominância

Suleima Fachin de Vecchi, Naiane Teixeira Bastos de Oliveira, Gisela Cristiane Miyamoto, Cristina Maria Nunes Cabral

Resumo


Introdução: A maioria dos estudos sobre avaliação proprioceptiva é conduzida em lesões musculoesqueléticas, não havendo um consenso quanto à presença de alteração proprioceptiva determinada pela dominância de membros inferiores. Objetivos: Avaliar o senso de posição articular (SPA) do joelho em participantes sem lesão musculoesquelética do joelho. Métodos: Dezenove voluntários sem lesão musculoesquelética do joelho foram avaliados pela verificação da dominância de membros inferiores e do SPA em três ângulos (30°, 45° e 60°) de flexão do joelho. Foram feitas comparações dos ângulos de reposicionamento ativo, dos erros relativos e absolutos nos três ângulos testados. Resultados: O membro inferior dominante de todos os participantes foi o direito e não houve diferença significativa entre inferior dominante e não dominante no reposicionamento ativo e erros relativos e absolutos (p>0,05). Conclusões: Pode-se inferir que não há diferença do SPA entre membro inferior dominante (direito) e não dominante (esquerdo) de participantes sem lesão musculoesquelética.

Palavras-chave


Avaliação; Joelho; Propriocepção.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v12n2.4233

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.