Fisioterapia no pós-operatório de câncer de mama: um enfoque na qualidade de vida

Mariana Tirolli Rett, Andreza Carvalho Rabelo Mendonça, Rebeca Maria Valença Porto Santos, Grayce Kelly Santos de Jesus, Vanessa Miranda Prado, Josimari Melo DeSantana

Resumo


Introdução: Complicações após a cirurgia de câncer de mama podem determinar impacto negativo na qualidade de vida (QV) e a fisioterapia é importante para prevenir ou tratar tais disfunções. Objetivos: Avaliar a QV de mulheres submetidas ao tratamento fisioterapêutico no pós-operatório de câncer de mama. Métodos: Conduziu-se um estudo de coorte retrospectiva envolvendo prontuários de 48 pacientes que realizaram 20 sessões de fisioterapia. Foi aplicado o questionário Medical Outcomes Study 36-Item Short-Form Health Survey (SF-36) antes e após a fisioterapia. Para comparação dos escores, foi utilizado o Wilcoxon Signed Rank Test (p<0,05). Resultados: Observou-se melhora significativa dos domínios: capacidade funcional e limitação por aspectos físicos (p=0,009), dor (p=0,032), estado geral da saúde (p=0,003), aspectos sociais (p=0,029) e limitação por aspecto emocional (p=0,011). A vitalidade e a saúde mental não apresentaram diferença. Conclusão: A fisioterapia contribuiu para melhorar a QV de mulheres no pós-operatório de câncer de mama.

Palavras-chave


Fisioterapia; Qualidade de vida; Neoplasias da mama; Mastectomia; Terapia por exercício.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v12n3.4341

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.