Influência do fortalecimento muscular na independência funcional de indivíduos parkinsonianos

Ana Márcia dos Santos Antônio, Flávia Cristina Bertoldi, Flávia Roberta Faganello-Navega

Resumo


Introdução: A doença de Parkinson é uma doença crônica do sistema nervoso que leva a um quadro clínico de tremor de repouso, bradicinesia, rigidez muscular e instabilidade postural. Esses sintomas, por sua vez, influenciam diretamente na independência funcional do indivíduo. Objetivo: Analisar a influência do fortalecimento muscular na independência funcional de indivíduos parkinsonianos. Método: Fizeram parte do estudo dez sujeitos de ambos os gêneros. Avaliaram-se a independência funcional, a força de membros inferiores, a força de preensão palmar e realizou-se o teste de uma repetição máxima. Após a avaliação foi realizado o programa de fortalecimento muscular por 12 semanas. Resultados: Verificou-se melhora na independência funcional (p=0,007), na força de membros inferiores (p=0,01), e houve aumento da força de preensão palmar, tanto da mão dominante (p=0,007) quanto da não dominante (p=0,02). Conclusão: O fortalecimento muscular proporcionou melhora da independência funcional de indivíduos com doença de Parkinson.

Palavras-chave


Doença de Parkinson; Força muscular; Vida independente.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v12n3.4376

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.