Influência do treinamento muscular inspiratório em idosas hipertensas com fraqueza muscular inspiratória

Lillian Meirelly Cunha de Souza, Ivan Daniel Bezerra Nogueira, Ricardo Oliveira Guerra, Gardênia Maria Holanda Ferreira, Patrícia Angélica de Miranda Silva Nogueira

Resumo


Introdução: É comum ao processo de envelhecimento a perda de força muscular respiratória e em cardiopatas esse processo é mais evidente. Objetivos: Mensurar os efeitos de um protocolo de treinamento muscular inspiratório em idosas hipertensas com fraqueza muscular respiratória. Métodos: Trata-se de uma série de casos, em que se aplicou um protocolo utilizando o Threshold IMT® durante cinco semanas consecutivas. A avaliação incluiu os exames de manovacuometria, espirometria e TC6M, bem como a aplicação dos questionários Minichal e IPAQ (versão curta). Para estatística utilizou-se o teste “t” de Student. Resultados: A eficácia do treinamento quanto ao aumento da força muscular inspiratória foi constatada indiretamente pela diferença entre os valores de PImáxA (antes) e PImáxD (depois) do treinamento (p = 0,004). Conclusão: O treinamento contribuiu para o aumento da força muscular inspiratória, demonstrada pelo aumento da PImáx, mas sua relação com as demais variáveis mensuradas não está clara.

Palavras-chave


Hipertensão; Idoso; Músculos respiratórios.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v13n1.4503

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.