Variante genética da interleucina-1α em idosos portadores de doença periodontal

Raíssa Rossito Shimizu, Miula Portelinha Braga, Sandra kiss Moura, Deise A. A. Pires Oliveira, Rodrigo Franco Oliveira, Rodrigo Varella de Carvalho, Sandra Mara Maciel, Regina Célia Poli-Frederico

Resumo


Introdução: Fatores genéticos contribuem para o risco de doença periodontal (DP) em idosos. Objetivo: Avaliar a associação entre a perda de inserção e o polimorfismo no gene da interleucina-1α em idosos. Métodos: Participaram do estudo 110 idosos (idade média: 67,26 ± 4,9 anos), sendo 52,7% do gênero feminino. A presença de DP foi diagnosticada por meio do índice de perda da inserção periodontal, segundo critérios da Organização Mundial de Saúde. O polimorfismo genético foi analisado por meio da reação em cadeia da polimerase, seguida da clivagem por NcoI. Resultados: Não foi encontrada associação estatisticamente significante entre o polimorfismo no gene da IL-1α e a perda de inserção (teste do Qui-quadrado p>0,05). Este achado sugere que este polimorfismo pode não ser um fator genético que contribua para o desenvolvimento da doença periodontal. Conclusões: O polimorfismo genético na posição -899 do gene IL-1α pode não influenciar a prevalência e/ou severidade da DP em idosos.

Palavras-chave


Doenças periodontais; Idoso; Interleucina-1; Polimorfismo genético.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v12n4.4585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.