Comparação da qualidade de vida em mulheres praticantes de Pilates e musculação

Simone Lara, Patricia Wendt, Marilia luz da Silva

Resumo


Objetivo: Comparar o nível de qualidade de vida e a percepção de saúde física e mental de mulheres na meia-idade, praticantes de musculação e do método Pilates, a fim de verificar qual treino associa-se com melhores níveis de qualidade de vida nessa amostra. Métodos: Foram incluídas 50 mulheres na meia-idade divididas em dois grupos com 25 integrantes, sendo um grupo de praticantes do método Pilates (50,53±4,3 anos), e o outro, de musculação (50,4±5,2 anos). Foram aplicados o questionário de qualidade de vida SF-36 e o questionário da saúde da mulher na meia-idade. Resultados: As participantes que treinaram musculação apresentaram um maior nível de qualidade de vida, especialmente relacionado à dor (P=0,01) e à saúde mental (P=0,01), e menos sintomas vasomotores/fogachos (P=0,04), quando comparadas às praticantes de Pilates. Conclusão: A prática da musculação associou-se a uma maior qualidade de vida em mulheres na meia-idade, quando comparada a do método Pilates.

Palavras-chave


Qualidade de vida; Meia-idade; Mulheres; Musculação; Pilates.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v13n1.4607

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.