Análise dos reflexos em prematuros submetidos ao posicionamento funcional em Terapia Intensiva Neonatal

Priscila Pinheiro Fernandes Calazans, Solange Pereira Amaral, Hudson Azevedo Pinheiro, Giulliano Gardenghi

Resumo


Objetivo: Verificar se prematuros extremos, submetidos ao posicionamento funcional, conseguem adquirir integração dos reflexos primitivos quando comparados aos prematuros. Métodos: Trata-se de um relato de série de oito casos constituído de prematuros extremos e prematuros. Os bebês foram submetidos ao posicionamento funcional na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, na postura prona, supina e decúbito lateral, utilizando-se coxins para assegurar a contenção e oferecer a sensação de segurança, três vezes por dia, durante a internação. Os reflexos dos bebês foram avaliados no 30º e 60º dias de nascimento, de junho a outubro de 2012, por meio do Teste de Performance Infanto Motora (TIMP). Resultados: Observaram-se diferenças entre os escores das avaliações no TIMP após o 30º dia de vida entre os grupos; contudo, não se verificaram diferenças na avaliação aos 60 dias. Conclusão: Os bebês submetidos ao posicionamento funcional precoce, adquiriram adequada integração dos reflexos primitivos após 60 dias de vida.

Palavras-chave


Desenvolvimento infantil; Fisioterapia (Técnicas); Prematuro.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v14n1.4928

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.