Respostas fisiológicas ao exercício físico em atletas cadeirantes com lesão medular

Rafael Menezes-Reis, Victor Barbosa Ribeiro, Hugo Tourinho Filho

Resumo


Introdução: Atletas com lesão medular apresentam redução da sua capacidade aeróbia global, em comparação com indivíduos não portadores de deficiência. Porém, seu treinamento tem sido realizado igual ao de um atleta sadio, desconsiderando suas particularidades. Objetivo: Identificar o que tem sido relatado pela literatura nos últimos anos envolvendo a capacidade aeróbia de atletas cadeirantes com lesão medular. Métodos: Foi realizada uma revisão sistemática por meio de busca de artigos originais em inglês publicados e indexados na base de dados PubMed. Resultados: Foram encontrados 44 artigos originais, e destes, apenas 17 se enquadraram nos critérios de inclusão desta pesquisa. Conclusão: O nível da lesão e o grau de mobilidade afetaram diretamente a capacidade aeróbia dos esportistas. Atletas cadeirantes apresentaram VO2pico e potência aeróbia semelhantes a dos atletas saudáveis, e FCmáx maior. Atletas cadeirantes de modalidades esportivas de esforço contínuo exibiram melhor capacidade aeróbia que atletas de esforços intermitentes.

Palavras-chave


Adaptação fisiológica; Cadeiras de Rodas; Esportes; Lesões da medula espinhal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v14n1.5216

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.