Alterações termográficas na lombalgia crônica sob tratamento fisioterapêutico: ensaio clínico controlado e randomizado

Jader Duarte Brito, Emanuelle Francine Detogni Schmit, Sanmy Rocha Nóbrega, Severino Aires de Araújo-Neto, José Jamacy de Almeida Ferreira, Palloma Rodrigues de Andrade, Heleodório Honorato dos Santos

Resumo


Objetivo: Analisar as alterações termográficas em pacientes com lombalgia crônica sob diferentes intervenções fisioterapêuticas. Método: Selecionaram-se 33 indivíduos com lombalgia crônica que foram aleatorizados em quatro grupos: terapia manual (gTM; n=10); estabilização segmentar lombar (gESL; n=7); terapia combinada – TM + ESL (gTC; n=7); e orientações posturais/controle (gOP; n=9). Todos realizaram dez sessões fisioterapêuticas e avaliados, pré- e pós-tratamento, quanto à temperatura cutânea (termografia infravermelha) e dor (Escala Visual Analógica – EVA) na região lombar. Utilizou-se Anova (4x3x2) para comparar quatro grupos, três áreas (ALE, AC e ALD) e duas avaliações (pré- e pós-tratamento), para temperatura cutânea; e Anova (4x2) entre os quatro grupos, pré- e pós-tratamento, para a EVA, considerando α≤5%. Resultados: Não houve diferença significativa na temperatura da região lombar, comparando-se pré- e pós-tratamento; contudo, a EVA mostrou redução significativa para os grupos (P≤0,01). Conclusão: Apesar dos tratamentos não terem minimizado a temperatura na região lombar, diminuíram, drasticamente, o nível de dor nos grupos.

Palavras-chave


Coluna vertebral; Dor lombar; Terapia por exercício; Termografia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v14n1.5279

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.