Efeitos imediatos e tardios da mobilização neural sobre força de preensão palmar e complacência neural de membro superior: um ensaio clínico randomizado

Aryane Flauzino Machado, Jaqueline Santos Silva, André Sinício Alves Ferreira, Jéssica Kirsch Micheletti, Fábio Antônio Néia Martini

Resumo


Introdução: A mobilização neural tem sido utilizada clinicamente a fim de restaurar e otimizar a função dos tecidos. Objetivos: Analisar o efeito imediato e tardio de técnicas de mobilização neural sobre a força de preensão palmar e complacência neural. Métodos: Vinte e sete participantes foram randomizadas em três grupos (G1: mobilização do nervo mediano, G2: mobilização do nervo radial e G3: mobilização do nervo ulnar). Valores de preensão palmar e complacência neural foram registrados nos momentos basal, 24 e 48 horas após a técnica. Resultados: O G1 apresentou diferença com relação ao basal (p<0,05) no momento tardio para força, e G1 e G2 apresentaram melhora da complacência neural no momento imediato. Não houve diferença entre os grupos. Conclusões: A mobilização neural do nervo mediano apresenta os melhores resultados para força de preensão palmar. Porém, não se observaram evidências que sugerissem a otimização de diferentes variáveis a partir da mobilização de único nervo.

Palavras-chave


Dinamômetro de força muscular; Manipulações musculoesqueléticas; Sistema nervoso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v14n3.5522

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.