Nível de atividade física e aptidão cardiorrespiratória em escolares com sobrepeso/obesidade

Gabriely Azevêdo Gonçalo Silva, Jéssica Danielle Medeiros da Fonsêca, Ícaro Diogo Tavares de Souza, Luana Augusta Pimenta Bezerra, Johnnatas Mikael Lopes, Karla Luciana Magnani

Resumo


Introdução: Obesidade infantil, inatividade física e baixo nível de aptidão física geram consequências precoces na saúde cardiovascular e metabólica. Objetivos: Comparar o nível de atividade física (IPAQ versão curta) com aptidão cardiorrespiratória (shuttle run test) em escolares com sobrepeso/obesos. Métodos: Realizou-se estudo da prevalência de sobrepeso/obesidade em 334 escolares, divididos posteriormente em dois grupos: G1, com sobrepeso/obesos (n=39), e G2, eutróficos (n=39), para a aplicação do IPAQ versão curta e shuttle run test. Resultados: Classificaram-se 261 escolares como eutróficos; 56 como obesos/com sobrepeso; e 17 com desnutrição/desnutrição severa. Não houve diferença significativa no IPAQ versão curta (p<0,840). No shuttle run test, o G2 apresentou VO2máx por estágios (p<0,004) e por metros (p<0,000) significativamente maiores. Conclusões: IPAQ versão curta apresentou limitações para determinar o nível de atividade física dos escolares estudados, comparado ao shuttle run test, e os resultados do shuttle run test podem ser mais precisos se analisados por metro.

Palavras-chave


Adolescentes; Aptidão física; Fatores de risco. Índice de massa corporal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v14n2.5596

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.