Níveis de ansiedade e depressão em gestantes submetidas a um programa de hidroterapia

Francis Lopes Pacagnelli, Ana Paula Coelho Figueira Freire, Ana Paula Rodrigues Rocha, Patricia Rodrigues Lourenço Gomes, Cristina Elena Prado Teles Fregonesi, Edna Maria do Carmo

Resumo


Introdução: Poucos estudos demonstram a ação da hidroterapia no comportamento da ansiedade e depressão em gestantes. Objetivo: Avaliar o efeito da hidroterapia sobre o nível de depressão e ansiedade, além de investigar possíveis associações destes sintomas com perfil sociodemográfico de gestantes. Métodos: Realizou-se avaliação inicial em 19 gestantes, com média de idade de 28,37±4,56 anos, e aplicou-se questionário sobre os níveis de ansiedade e depressão antes e após protocolo de hidroterapia de oito semanas. Resultados: Constatou-se predominância de mulheres casadas (63,15%), no terceiro trimestre gestacional (97,7%), com nível educacional elevado (52,63%). Não houve alterações nos níveis de ansiedade e depressão após intervenção de hidroterapia. Não foram encontradas associações entre perfil sociodemográfico e níveis de ansiedade e depressão. Conclusões: Não houve alterações nos sintomas de ansiedade e depressão das gestantes submetidas à hidroterapia. Além disso, não foram observadas associações entre características sociodemográficas e sintomas de ansiedade e depressão nessa população.

Palavras-chave


Ansiedade; Depressão; Fisioterapia (técnica); Gestantes; Hidroterapia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v14n3.5598

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.