Efeito da pré-ativação dos antagonistas sobre a determinação da carga no teste de 10 repetições máximas no exercício supino reto

Rodrigo Haua de Lima, Igor Nasser, Gabriel Andrade Paz, Marianna de Freitas Maia, Humberto Miranda, Vicente Pinheiro Lima

Resumo


Introdução: Evidências indicam que a pré-ativação do antagonista melhora o desempenho agonista no exercício. Objetivo: Verificar o efeito da pré-ativação dos antagonistas (PAA) na determinação de carga no teste de 10 repetições máximas (RM) no supino reto no smith (SRS). Métodos: sessões 1 e 2, o teste e reteste de 10-RM foram aplicados no exercício remada aberta sentado (RAS). Sessões 3, 4, 5 e 6, o teste e reteste para o exercício SRS foram aplicados em duas condições distintas: tradicional, sem pré ativação dos antagonistas; PAA, uma série no RAS foi aplicada até a falha, e seguida pela tentativa no exercício SRS registrando-se o máximo de carga para de 10-RM. Resultado: no exercício SRS sem PAA obteve-se 99 ± 10,5 kg, quando se realizou a PAA através da RAS verificou-se 102,7 ± 12,7 kg. Conclusão: o estudo evidenciou que a pré-ativação dos antagonistas pode aumentar a força dos agonistas melhorando seu desempenho.

Palavras-chave


Força muscular; Eficiência; Treinamento de Resistência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v15n1.6083

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.