Diferença entre o uso do ácido hialurônico e as intervenções fisioterapêuticas para tratamento da osteoartrite de joelho: revisão sistemática

Luiz Carlos Garcia, Aline Cristiane Binda, Christiane Riedi Daniel, João Afonso Ruaro, Marinêz Boeing Ruaro, Andersom Ricardo Fréz

Resumo


Introdução: Existe evidência para diversos recursos fisioterapêuticos utilizados para tratamento da osteoartrite de joelho e, atualmente, na área médica tem-se usado o ácido hialurônico. Objetivos: Identificar estudos que compararam o uso do ácido hialurônico com as intervenções fisioterapêuticas para tratamento da osteoartrite de joelho. Métodos: Realizou-se uma revisão sistemática consultando as bases de dados PubMed, CINAHL, SPORTDiscus, PEDro, LILACS e ACP Journal Club, utilizando os descritores “hyaluronic acid”, “osteoarthritis” e “physical therapy”. Foram incluídos ensaios clínicos, ensaios clínicos randomizados e/ou controlados, publicados em inglês, espanhol e português que comparavam o uso do ácido hialurônico com alguma intervenção fisioterapêutica para tratamento da osteoartrite de joelho. A qualidade metodológica foi avaliada pelas escalas de Jadad e PEDro. Resultados: Foram encontrados 81 estudos, destes, 7 foram incluídos nesta revisão. Conclusões: Embora existam poucos trabalhos comparando a eficácia de um tratamento ou recurso fisioterapêutico com a aplicação de ácido hialurônico pode-se observar que ambos os tratamentos apresentaram resultados positivos no tratamento da osteoartrite de joelho.

Palavras-chave


Osteoartrite; Ácido hialurônico; Modalidades de fisioterapia; Revisão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v15n4.6575

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.