Efeito do treinamento de força na potência muscular de membros inferiores de idosos coronariopata

Roberto Macedo Cascon, Amanda Brown, Ingrid Dias, Diogo Cardozo, Verônica P. Salerno, Roberto Simão

Resumo


Introdução: A força e a potência muscular têm relação direta com a capacidade funcional de idosos. Objetivo: Verificar o efeito absoluto e relativo da potência muscular de membros inferiores em idosos portadores de doença arterial coronariana. Métodos: Dez homens sedentários participaram de 24 sessões de treinamento de força compostas por 2 séries de 6 a 8 repetições máximas e 1 minuto de intervalo. No início, os exercícios foram: meio agachamento, step, flexão plantar. E após: extensão e flexão dos joelhos, adução e abdução do quadril sentado. A potência muscular foi mensurada nos momentos: pré, após 12 e 24 sessões. Resultados: Após 24 sessões de treinamento de força foram encontrados aumentos na potência muscular absoluta (p< 0.0001) e relativa (p<0.0001; p<0.0001) em relação à condição pré-treinamento, respectivamente. Conclusão: Vinte e quatro sessões de treinamento de força parecem ser suficientes para aumentar a PM absoluta e relativa de idosos coronariopatas.

Palavras-chave


Treinamento de Resistência; Doença da Artéria Coronariana; Força Muscular; Idosos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v16n1.6881

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.