Associação entre as complicações pulmonares e fatores predisponentes em cirurgias cardiopediátricas

Dayane Santos Oliveira, Rachel Chrystinne de Oliveira Silva, Daniela Bassi, Ana Carolina do Nascimento Calles

Resumo


Introdução: Cardiopatias congênitas estão entre as anormalidades mais comuns ao nascimento. Objetivo: Determinar as complicações pulmonares mais recorrentes no pós-operatório de cirurgia cardiopediátrica e os possíveis fatores associados a essas complicações. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional, retrospectivo, de amostra não probabilística, realizado no período de maio de 2016 a maio de 2017, por meio da análise dos prontuários de crianças submetidas à cirurgia cardíaca no Hospital do Coração de Alagoas. Resultados: As complicações pulmonares encontradas foram atelectasia (7,3%), congestão pulmonar (7,3%) e derrame pleural (4,9%), correspondendo a 19,5% do total da amostra. A única diferença estatística encontrada foi o aumento no tempo de internação hospitalar nos indivíduos com complicações pulmonares. Conclusão: Houve predomínio de atelectasia, congestão pulmonar e derrame pleural como complicações pulmonares após cirurgia cardiopediátrica. Foi evidenciado aumento no tempo de internamento hospitalar mediante a presença de complicação pulmonar, não sendo verificada associação com outra variável aqui testada.


Palavras-chave


Cardiopatias congênitas; Cirurgia torácica; Unidades de terapia intensiva pediátrica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v16n4.7819

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.