Caso Aída Curi e o dever fundamental de solidariedade entre gerações

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5585/rtj.v12i1.22128

Palavras-chave:

direito ao esquecimento, princípio da solidariedade, solidariedade entre gerações

Resumo

No presente trabalho aborda-se o caso julgado pelo Supremo Tribunal Federal acerca do direito ao esquecimento. Através do inteiro teor do julgamento do Recurso Extraordinário é possível verificar, dentre os votos dos ministros, menção ao princípio de solidariedade entre gerações. Dessa forma, busca-se, através de pesquisa bibliográfica e, análise da decisão em si, responder ao seguinte questionamento: de que modo a solidariedade pode ser vislumbrada/invocada em casos que envolvam o direito ao esquecimento? Assim, conclui-se, através do método dedutivo, que o princípio constitucional da solidariedade se encontra presente no que tange ao dever fundamental de solidariedade entre gerações, de modo que se deve priorizar o acesso a fatos e casos jurídicos para que as futuras gerações tenham o acesso a informação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila de Freitas, Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) / Santa Cruz do Sul, RS

Doutoranda em Direito no Programa de Pós-Graduação em Direito – Mestrado e Doutorado da Universidade de Santa Cruz do Sul – Unisc, área de concentração Diversidade e Políticas Públicas, com bolsa Capes.  Mestre em Direito, área de concentração Constitucionalismo Contemporâneo, com bolsa Capes. Especialista em Direito Imobiliário, Notarial e Registral - IRIB/Unisc. Pós-graduada em Direito Processual Civil: Novo Código de Processo Civil – ENA/Unisc Graduada em Direito pela Unisc. Integrante do grupo de pesquisa “Intersecções jurídicas entre o Público e o Privado”, coordenado pelo Professor Dr. Jorge Renato dos Reis e vinculado ao CNPq.

Jorge Renato dos Reis, Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) / Santa Cruz do Sul, RS

Doutor pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos. Mestre em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Santa Cruz do Sul – Unisc. Especialista em Direito Privado pela Universidade de Santa Cruz do Sul – Unisc. Graduado em Direito pelas Faculdades Integradas de Santa Cruz do Sul – Fisc. Professor e pesquisador do Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu – Mestrado e Doutorado em Direito da Unisc, onde foi coordenador de 2004 a 2011. Professor na Graduação, Mestrado e Doutorado da Unisc. Professor de cursos de Pós-Graduação Lato-Sensu em diversas universidades do país. Coordenador do grupo de estudos Intersecções Jurídicas entre o Público e o Privado, ligado ao PPGD – Mestrado e Doutorado em Direito da Unisc. É advogado atuante. E-mail: jreis@unisc.br.

Referências

BERTOLDI, Márcia Rodrigues; DAMASCENO, Ádria Tabita de Moraes. A governança transnacional ambiental: do fundamento ético em Hans Jonas ao Princípio da Solidariedade Intergeracional. Revista de Direito e Sustentabilidade, Maranhão, v. 3, n. 2, p. 109-124, jul./dez 2017. Disponível em: https://www.indexlaw.org/index.php/revistards/article/view/2561/pdf Acesso em: 20 fev. 2022.

BORBA, Everton José Helfer de. A natureza jurídica especial do ato cooperativo solidário como forma de realização de políticas públicas de inclusão social realizadoras de direitos fundamentais: um estudo de intersecções entre o público e o privado. 2013. 250 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Direito – Mestrado e Doutorado) – Universidade de Santa Cruz do Sul, Santa Cruz do Sul, 2013.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Recurso Ordinário 1.010.606 Rio de Janeiro. Relator Ministro Dias Toffoli. 11/02/2021. Diário Oficial da União, 2021. Disponível em: https://jurisprudencia.stf.jus.br/pages/search/sjur446557/false. Acesso em: 20 fev. 2022.

COMPARATO, Fábio Konder. A afirmação histórica dos direitos humanos. São Paulo: Saraiva, 2003.

DI LORENZO, Wambert Gomes. Teoria do Estado de solidariedade: da dignidade da pessoa humana aos seus princípios corolários. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

FACHIN, Luiz Edson. Estatuto jurídico do patrimônio mínimo. Rio de Janeiro: Renovar, 2001.

FREITAS, Priscila de. O Estatuto da Pessoa com Deficiência como concretizador do princípio da solidariedade no ordenamento jurídico brasileiro. Orientador: Jorge Renato dos Reis. 2019. 134 f. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade de Santa Cruz do Sul, Santa Cruz do Sul, 2019.

MENDONÇA, Suzana Ma. Fernandes. Deveres Fundamentais de Solidariedade. In: Revista de Derecho (UCUDAL). 2da época. Año 14. N° 18 (dic. 2018). ISSN 1510-3714. ISSN on line 2393-6193.

MORAES, Maria Celina Bodin de. Danos à Pessoa Humana: uma leitura civil-constitucional dos danos morais. Rio de Janeiro: Renovar, 2009.

NABAIS, José Casalta. Por uma liberdade com responsabilidade. Portugal: Coimbra Editora, 2007.

OLIVEIRA, Antonio Leal de; NASCIMENTO, Carolina Rondelli do; FRAGA, Carolina Marcondes. Os limites à liberdade de expressão na era da (des)informação: novas fronteiras e perspectivas para a efetivação dos direitos fundamentais. Revista Thesis Juris–RTJ, São Paulo, v. 10, n. 2, p. 187-203, jul./dez. 2021. https://doi.org/10.5585/rtj.v10i2.16930. Acesso em 20 fev. 2022.

PECES-BARBA, G.; FERNÁNDEZ, E.; ASÍS, R. Curso de teoria del derecho. Madrid: Marcial Pons, 2000.

PERLINGIERI, Pietro. Perfis do Direito Civil: uma introdução ao direito civil constitucional. 2. ed. Rio de Janeiro: Renovar. 2002.

REIS, J. R. dos; KONRAD, L. O direito fundamental à solidariedade: a aplicação do instituto no Direito Civil. In: Novos Estudos Jurídicos n. 1, 2015. Disponível em: https://siaiap32.univali.br/seer/index.php/nej/article/view/7195. Acesso em: 20 fev. 2022.

RESTA, E.; JABORANDY, C. C. M.; MARTINI, S. R. Direito e fraternidade: a dignidade humana como fundamento. Revista do Direito. Santa Cruz do Sul, v. 3, n. 53, p. 92-103, dez. 2017. ISSN 1982-9957. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/direito/article/view/11364/6967. https://doi.org/10.17058/rdunisc.v3i53.11364. Acesso em :20 fev. 2022.

SARLET, Ingo Wolfgang; FERREIRA NETO, Arthur M. O direito ao "esquecimento" na sociedade da informação. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2019.

SARLET, Ingo Wolfgang. Dignidade da pessoa humana e direitos fundamentais na

Constituição da República de 1988. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2011.

SARMENTO, Daniel. Dignidade da pessoa humana: conteúdo, trajetórias e metodologia. 2 ed. Belo Horizonte: Editora Fórum. 2016.

SARMENTO, Daniel. Direitos fundamentais e relações privadas. 2. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris. 2006.

Downloads

Publicado

2023-04-04

Como Citar

DE FREITAS, Priscila; DOS REIS, Jorge Renato. Caso Aída Curi e o dever fundamental de solidariedade entre gerações. Revista Thesis Juris, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 167–180, 2023. DOI: 10.5585/rtj.v12i1.22128. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/thesisjuris/article/view/22128. Acesso em: 13 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos