Pauperização, consumismo, superstições e pedagogia social

José B. Duarte

Resumo


Este ensaio procura responder a uma questão tripartida: Como pode a pedagogia social reagir face 1) ao crescente “precariado” ou pauperização que ameaça os trabalhadores de todo o mundo, 2)  à alienação consumista promovida pela poderosa publicidade assegurada pelo capitalismo internacional, 3) a outras formas de alienação como a pseudociência e as múltiplas superstições, fenómenos espalhados por todo o mundo, sob diferentes formas? Com base em diferentes autores (entre eles Standing, Marcuse, Bauman, Sagan e Popper) argumentamos que à escola, à comunicação social e às organizações sociais, ligadas a autarquias ou a associações populares, compete promover uma reflexão fundamental quanto à ameaça de pauperização que paira sobre a humanidade e quanto à atmosfera do consumismo promovida pelas forças do mercado globalizado. Mas é imperativo também que essas mesmas agências de pedagogia social promovam o debate sobre a pseudociência e as múltiplas formas de superstição, de modo a desenvolver na sociedade atual a consciência crítica face a todas as formas de alienação e o acesso a uma visão de base científica sobre a história da humanidade e do universo.

 


Palavras-chave


Alienação; Educação científica; Pseudociência; Superstições

Texto completo:

PDF

Referências


ALLÈGRE, Claude. Um pouco de ciência para todos. Lisboa: Gradiva, 2005.

APPLE, Michael; BEANE, James. Democratic schools. 2nd edition. Portsmouth, NH: Hei- nemann, 2007.

BAUMAN, Zigmunt. A arte da vida. Rio: Zahar. 2009.

BAUMAN, Zigmunt. Entrevista com Pallares-Burke. Tempo.vol.16 no.1 São Paulo. 2004.

BEDDOES, Zanny. Inequality of plutocrats and progressivism. The Economist. Jan 27th 2014

https://www.economist.com/free-exchange/2014/01/27/of-plutocrats-and-progressivism?zid=309&ah=80dcf288b8561b012f603b9fd9577f0e acesso em 2019.02.05

DÍAZ, Andrés. Uma aproximação à Pedagogia- Educação Social. Revista Lusófona de Educação, nº7, p. 91-104. 2006.

DUARTE, J.B. Textbooks and curiosity for science. 12th Iartem Conference. Ostrava University. p. 216-228. 2015.

ESREA (European Society for Research on the Education of Adults). Networks. 2019 https://www.esrea.org/networks/ acesso 23.01.2019.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. São Paulo: Edição Paz e Terra. 1999.

GADOTTI, Moacir. Escola cidadã. São Paulo: Cortez Editora. 1999.

GARDNER, Howard. Cinco mentes para o futuro. Lisboa: Actual Editora. 2008.

GOODSON, Ivor. Currículo, narrativa e o futuro social. Revista Brasilera de Educação v. 12 n. 35, pp.241-252. 2007.

MARCUSE, Herbert. (1964) One-dimensional man: studies in the ideology of advanced industrial society. London: Routledge. 1964.

MELO, Alberto. Passagens Revoltas. Lisboa: Associação in Loco.2012.

MOUTINHO, Mário. (2011). Pobres e ricos. A “Globalização Contemporânea” ultimo estádio do Capitalismo? Lisboa: Edições Colibri.2011.

OCDE. Job creation and local economic development 2018: preparing for the future of work. OECD: Publishing Paris. 2018.

POPPER, Karl. O mito do contexto. Em defesa da ciência e da racionalidade. Lisboa: Edições 70. 1999.

SACHS, Jeffrey. The end of poverty. How we can make it happen in our lifetime. London. 2005.

SAGAN, Carl. O mundo assombrado pelos demônios. A ciência como uma vela no escuro. 1995. https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/567315/mod_resource/content/1/Carl%20Sagan%20O%20Mundo%20Assombrado%20Pelos%20Demonios.pdf Acesso 2019.01.09.

SANTOS, Filipe. Que futuro? Ciência, tecnologia, desenvolvimento e ambiente. Lisboa: Gradiva. 2007.

SAVIANI, Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados. 2008.

SOKAL, Alan.; BRICMONT, Jean. Intellectual Impostures. Postmodern Philosophers' abuse of Science. London: Profile Books. 1998.

STANDING, Guy. The Precariat: The New Dangerous Class. Londres: Bloomsberry. 2011.

STANDING, Guy. A Precariat Charter: From Denizens to Citizens. Londres: Bloomsberry. 2013.

TORRES, Carlos. Democracia, Educação e Multiculturalismo (Dilemas da Cidadania em um Mundo Globalizado). Petrópolis; Editora Vozes. 2001




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n56.11504

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 EccoS – Revista Científica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica

e-ISSN: 1983-9278
ISSN: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br

EccoS – Revista Científica ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional