A construção de indicadores de qualidade na escola: participação dos funcionários na tomada de decisões

Júlio Gomes de Almeida, Cristiane Ferreira Passos Bueno

Resumo


Este artigo discute dados de uma pesquisa realizada com funcionários de uma escola da rede pública municipal como parte de uma pesquisa mais ampla que ouviu todos os segmentos da comunidade escolar sobre avaliação educacional. A referida pesquisa[1] realizou-se no período de 2013-2015 mediante parceria entre a escola e o Programa de Mestrado em Educação de uma universidade da cidade de São Paulo e contou com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).  Neste recorte, discute-se a percepção dos funcionários sobre qualidade da educação e o que eles consideram importante ser avaliado na escola. Os dados revelam que os funcionários constituem um segmento tradicionalmente excluído das questões pedagógicas, porém são os que apresentam as ideias mais coesas, mesmo em questões dessa natureza. Indicam, por isso, tratar-se de um segmento cuja contribuição para a melhoria da qualidade da educação escolar não pode ser descartada.

 

 


[1] Autoavaliação institucional: a construção de indicadores que possibilitem o diálogo com as avaliações externas.


Palavras-chave


Educação; Formação; Funcionários; Participação; Qualidade

Texto completo:

PDF

Referências


ALAVARSE, Ocimar Munhoz. Entrevista com o Prof. Ocimar Munhoz Alavarse. [Entrevista cedida a] Julio Gomes Almeida. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 5, n. 1, jan./jun. 2012. Disponível em: http://arquivos.cruzeirodosuleducacional.edu.br/principal/old/revista_educacao/pdf/volume_5_1/educacao_01_126-131.pdf. Acesso em: 16 jan. 2013.

ALMEIDA, Julio Gomes; NHOQUE, Janete Ribeiro (org.). Pesquisa na educação básica: a escola e a produção de conhecimento. Curitiba: CRV, 2016.

ALMEIDA, Julio Gomes; NHOQUE, Janete Ribeiro. Autoavaliação institucional: a mobilização da comunidade na definição de indicadores de qualidade. In: CONGRESSO NACIONAL DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO: III CONAVE, 3., 2014, Bauru. Anais [...]. Bauru: CECEMCA/Unesp, 2014. p. 1-12. Disponível em: http://wwwp.fc.unesp.br/Home/paginas/conave3/julio-gomes.pdf. Acesso em: 24 mar. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Departamento de Avaliação e Informações Educacionais. Texto referencial para avaliação, monitoramento e acompanhamento: cadernos de estudos temáticos. Brasília: MEC/Secad/Daie, 2013. Disponível em: https://proeaprg.files.wordpress.com/2013/02/texto-de-maria-das-grac3a7as-ruas.pdf. Acesso em: 17 dez. 2013.

BERCKENBROK-ROSITO, Margarete May. Formação do professor pesquisador: um processo de desenvolvimento da autonomia e de escuta dos sujeitos. In: ALMEIDA, J. G.; DINIZ, P. M. (org.). Avaliação institucional no ensino fundamental: o que pensam os alunos sobre educação de qualidade. Curitiba: CRV, 2018, p. 179-186.

FREITAS, Luis Carlos de et al. Avaliação Educacional: caminhando pela contramão. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

GATTI, Bernardete Angelina. Avaliação e qualidade da educação. São Paulo: Unesco/Ipea/MEC, 2006.

MACEDO, Letícia. Prefeitura de SP cria novo critério para avaliação de qualidade das escolas. Portal G1 SP, 27 jul. 2011. Disponível em: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/07/prefeitura-de-sp-cria-novo-criterio-para-avaliacao-de-qualidade-das-escolas.html. Acesso em: 24 mar. 2018.

RAVITCH, Diane. Vida e morte do grande sistema escolar americano: como os testes padronizados e o modelo de mercado ameaçam a educação. Porto Alegre: Sulina, 2011.

SOUSA, Sandra Maria Zákia Lian. Avaliação escolar e democratização: o direito de errar. In: AQUINO, J. G. (org.). Erro e fracasso na escola: alternativas teóricas e práticas. 5. ed. São Paulo: Summus, 1997. p. 125-138.




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n56.8511

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Eccos - Revista Científica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica

e-ISSN: 1983-9278
ISSN: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br

EccoS – Revista Científica ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional