"Paraíso Tropical": Interpretação de um País por Meio de uma Novela e uma Cidade

Daniela Stocco

Resumo


Como definir a identidade brasileira? O que é singularmente nacional? De fato, não se pode começar a responder a essas questões sem ter em mente que a identidade, seja nacional ou não, é sempre uma construção, ou como diria Bourdieu, uma representação mental necessariamente arbitrária, pois devem ser escolhidos certos valores, características ou símbolos em detrimento de outros. Nesse sentido, a força do Rio, enquanto referência identitária, fica clara nas novelas brasileiras da Rede Globo. A novela “Paraíso Tropical”, por exemplo, já em sua sinopse colocava o bairro de Copacabana como “DNA do Brasil”, ou “lugar-síntese” do Brasil. Além disso, “Paraíso Tropical”, assim como as novelas em geral, são, de fato, vitrines da sociedade brasileira, não só em relação ao consumo, mas também na divulgação de valores sociais, tipos ideais de pais, mães, filhos, homens, mulheres etc. Dessa forma, a novela “Paraíso Tropical”, o material desta pesquisa, permite-nos procura analisar, o peso do Rio de Janeiro como possível construção de uma identidade brasileira e os valores e tipos ideais que a novela atribui à sociedade brasileira. Ademais, vale notar que a novela não difunde apenas a visão de seus autores e diretores, mas também a de seus numerosos telespectadores, pois trata-se de uma obra aberta, com fins comerciais e lucrativos, o que faz desse enredo um material ainda mais rico e interessante.

Palavras-chave


Identidade nacional. Rio de Janeiro. Telenovela.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v7i2.1291

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Revista Brasileira de Marketing – ReMark

e-ISSN: 2177-5184
https://periodicos.uninove.br/index.php/remark/index 

Rev. Bras. Mark. - ReMark ©2020 Todos os direitos reservados.