A importância da orientação à gestante sobre amamentação: fator para diminuição dos processos dolorosos mamários

Maria José Nunes de Souza, Anderson Sena Barnabe, Rafaela Sanches Oliveira, Renato Ribeiro Nogueira Ferraz

Resumo


A falta de orientações sobre amamentação durante as consultas pré-natais pode resultar no surgimento de processos mamários dolorosos, influenciando o desmame precoce. O objetivo neste trabalho foi quantificar o surgimento desses processos durante as primeiras 72 horas do puerpério, classificá-los e associá-los ao recebimento ou não de informações técnicas durante as consultas pré-natais. Entre as 24 puérperas avaliadas, notou-se ingurgitamento mamário fisiológico (33%) e patológico (25%), ingurgitamento fisiológico e fissuras (21%), e somente fissuras (21%). Essas mulheres, entre 17 e 25 anos, eram, na sua maioria, primíparas e não ultrapassavam o nível médio de ensino. A presença ou não de processos dolorosos mamários pareceu ter relação com a educação e preparo dessas mulheres para lactação durante o período pré-natal. O baixo nível de conhecimento e a escassez de informações sobre amamentação sinalizam para a necessidade de um programa de orientação à gestante sobre a importância do aleitamento materno.

Palavras-chave


Amamentação; Gestação; Informação; Processos dolorosos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v8i2.1475

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.