Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares entre 6 e 11 anos de um município do interior do RS

Kátia Barbieri Becker Delwing, Claudete Rempel, Simone Morelo Dal Bosco

Resumo


Introdução: A prevenção da obesidade na infância e na adolescência justifica-se pelo aumento de sua prevalência, com permanência na vida adulta. Objetivo: Identificar o perfil antropométrico de escolares entre 6 e 11 anos das escolas municipais de ensino fundamental do Município de Estrela (RS). Métodos: Participaram da pesquisa 407 escolares (206 meninas e 201 meninos). A avaliação antropométrica foi realizada e o diagnóstico nutricional definido conforme critérios das Curvas de Crescimento da OMS. Resultados: Observou-se que 12,77% dos escolares apresentaram sobrepeso, e 9,33%, obesidade. A prevalência de sobrepeso (12,62%) e obesidade (8,73%) no sexo feminino foi menor que no masculino, 12,93% e 13,93%, respectivamente. Conclusão: Não houve diferença significativa entre os dados de IMC de escolares da zona urbana e os da rural, possivelmente pela transição nutricional estimulada pela industrialização que já está em todas as regiões. Os resultados mostram a importância da intervenção nutricional preventiva para promover a saúde da população.

Palavras-chave


Obesidade; Sobrepeso; Epidemiologia; Avaliação Nutricional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v9i2.2255

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.