Avaliação da autoestima de adolescentes gestantes de baixa renda assistidas pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família

José Erickson Rodrigues, Millena Victor Nascimento, Almir Vieira Dibai Filho, Juliana Fonseca Pontes-Barros, Murillo Nunes de Magalhães, Cid André Fidelis de Paula Gomes, Ana Clara Rocha dos Santos

Resumo


Introdução: No Brasil, a gravidez na adolescência apresenta-se como um problema, sobretudo, de caráter social. Objetivo: Avaliar a autoestima de adolescentes gestantes de baixa renda assistidas pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família. Métodos: Participaram do estudo 120 adolescentes do sexo feminino, divididas em dois grupos (60 gestantes e 60 não gestantes). Foram coletados dados pessoais e socioeconômicos. As grávidas foram indagadas sobre questões gestacionais. Aplicou-se também a escala de Rosenberg para avaliar a autoestima de todas as participantes. Resultados: Observou-se que a autoestima de ambos os grupos revelou-se reduzida, sendo a diferença entre eles estatisticamente significante. Além disso, foi encontrada fraca correlação dos aspectos pessoais e socioeconômicos com a autoestima das integrantes da pesquisa, assim como das questões gestacionais com a autoestima das gestantes do estudo. Conclusão: Ficou evidenciado que a gestação se estabelece como um fator de influência negativa sobre a autoestima das adolescentes deste estudo.

Palavras-chave


Gravidez na adolescência; Promoção da saúde; Serviços de saúde comunitária.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v9i3.2275

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.