Dismorfia muscular: características alimentares e da suplementação nutricional

Andréa Maria Pires Azevedo, Alan de Carvalho Dias Ferreira, Priscilla Pinto Costa da Silva, Emília Amélia Pinto Costa da Silva, Iraquitan de Oliveira Caminha

Resumo


Introdução: A dismorfia muscular produz mudanças na alimentação. Com ela a dieta passa a ser hiperprotéica e hipolipídica, acompanhada de diversos suplementos alimentares. Objetivos: Analisar as características da alimentação de sujeitos com dismorfia muscular. Métodos: Pesquisa transversal, descritiva interpretativa, de abordagem quali-quantitativa. Resultados: As modificações na rotina alimentar objetivam aumentar a massa muscular e/ou reduzir a gordura corporal. Houve recusas de convites à restaurantes, reuniões ou jantares, em razão das exigências dietéticas especiais. Os suplementos consumidos são hiperprotéicos, aminoácidos e termogênicos. A dieta e o consumo de suplementos alimentares são incentivados por amigos, comerciantes, professores de educação física e pelos familiares. Conclusão: o consumo excessivo e descontrolado de proteínas e a drástica redução na ingestão de lipídeos, como consequência do excessivo desejo de modificação estética entre os sujeitos com dismorfia muscular, reflete em grave problema de saúde que demanda medidas oficiais, além de uma postura adequada nas diferentes áreas da saúde, especialmente a Educação Física.

Palavras-chave


Compulsão; Dieta; Imagem corporal; Musculação; Suplementos alimentares.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2011 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.