Correlação entre o padrão alimentar e a saúde bucal de uma população pobre residente no sul do Brasil

Márcia Cançado Figueiredo, Kátia Valença Correia Leandro da Silva, Cristina Maria Silveira Boaz, Fabiana Kapper Fabrício

Resumo


Objetivos: Realizar uma comparação entre o tipo de padrão alimentar e o estado de saúde bucal de 483 moradores do bairro Figueirinha, do município de Xangri-Lá, Rio Grande do Sul. Método: Este estudo transversal, observacional e analítico foi realizado por meio de visitas domiciliares, utilizando-se questionários padronizados relacionados com o padrão alimentar e exames intraorais que levaram em consideração a presença de placa visível, sangramento gengival, número de dentes hígidos, restaurados, cariados e perdidos. Resultados: Do total de pacientes, 58,79% possuem experiência de cárie; 32,71%, pelo menos um dente obturado; e 49,27%, pelo menos um dente perdido. Analiticamente, não existe diferença significativa entre os grupos alimentares, não permitindo correlacionar o padrão de dieta com a situação de saúde bucal das pessoas. Conclusão: As más condições de saúde bucal da população estudada dependeram de vários fatores, dentre eles os socioeconômicos. Situações de pobreza aumentaram a precariedade da saúde ali encontrada.

Palavras-chave


Atenção básica; Regime alimentar; Saúde bucal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v11n2.3342

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.