Influência do programa Escola da Coluna em agentes comunitários

Helen Cristina Nogueira, Marcelo Tavella Navega

Resumo


Introdução: A lombalgia é caracterizada como um distúrbio musculoesquelético responsável por perdas de produtividade e alto índice de absenteísmo dos indivíduos acometidos. Objetivos: Analisar os efeitos de curto e longo prazo de um programa de educação em saúde e exercícios terapêuticos em relação à qualidade de vida, flexibilidade e intensidade de dor de agentes comunitárias da cidade de Marília-SP, Brasil. Métodos: Foram avaliados 17 agentes comunitários (40,29+9,97 anos), do gênero feminino. Foram realizadas avaliações referentes à qualidade de vida, flexibilidade e intensidade de dor antes, logo após e após 30 semanas da intervenção. Resultados: Observam-se resultados positivos dos programas em seis domínios do questionário de qualidade de vida e da flexibilidade em curto e longo prazo (p<0,005). Já a intensidade de dor apresentou melhora significativa apenas em curto prazo. Conclusão: A
metodologia utilizada foi capaz de melhorar a qualidade de vida, flexibilidade e intensidade de dor de agentes comunitários.

Palavras-chave


Carga de trabalho; Educação em saúde; Fisioterapia; Lombalgia; Saúde do trabalhador.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v12n3.3821

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.