Perfil clínico de pacientes atendidos em fisioterapia assistencial à cirurgia plástica: análise retrospectiva

Pascale Mutti Tacani, Rogério Eduardo Tacani, Aline Fernanda Perez Machado, Alani Eleutério Peroni, Mariana Acosta e Silva, José Octávio Gonçalves de Freitas

Resumo


Introdução: Para que um serviço de fisioterapia possa oferecer tratamento adequado aos pacientes pós-cirurgia plástica, é preciso compreender as necessidades, limitações e queixas desses sujeitos. Objetivo: Identificar o perfil dos pacientes atendidos em fisioterapia assistencial à cirurgia plástica. Métodos: Realizou-se um estudo retrospectivo por análise de prontuários do setor de Fisioterapia do Hospital Ipiranga, São Paulo (SP), de fevereiro de 2009 a julho de 2010. A análise estatística foi descrita em porcentagem, média e desvio-padrão, sendo utilizados os testes de igualdade de duas proporções e Mann-Whitney. Resultados: Foram incluídos 102 prontuários de pacientes, destes, 96,1% do gênero feminino, com faixa etária de 45±13 anos, submetidos à abdominoplastia (50,5%) e à blefaroplastia (19,2%), apresentando queixas de dor (34,3%) e edema (33,3%). Conclusão: O perfil clínico de pacientes atendidos em fisioterapia assistencial à cirurgia plástica caracterizou-se por mulheres, por volta de 45 anos, submetidas a abdominoplastias e blefaroplastias, com dor e edema.

Palavras-chave


Cirurgia plástica; Dor; Edema; Perfil de saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v12n2.4276

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.