Equilíbrio estático e dinâmico de idosos praticantes de atividades físicas em Academias da Terceira Idade

Sonia Maria Marques Gomes Bertolini, Paula Manueira

Resumo


Objetivos: Comparar o equilíbrio estático e dinâmico de idosos praticantes e não praticantes de atividades físicas em Academias da Terceira Idade, analisando a associação de fatores sociodemográficos. Métodos: Participaram 400 idosos de ambos os gêneros, sendo 200 praticantes de atividades físicas em ATIs (grupo ativo), e 200 não praticantes (grupo sedentário). Ambos os grupos realizaram o teste de Tinetti e responderam um questionário com respostas dicotômicas sobre perfil sociodemográfico, condições de saúde e hábitos de vida. Para análise estatística, utilizaram-se o teste qui-quadrado e o “t” não pareado, com nível de sig¬nificância de 5%. Resultados: O grupo ativo apresentou melhores níveis de equilíbrio estático e dinâmico, quando comparado ao sedentário (p<0,001). Conclusões: Verificou-se que idosos praticantes de atividades físicas nas ATIs apresentam melhor equilíbrio, quando comparados aos idosos sedentários, indicando que as atividades realizadas nesses espaços podem gerar impactos positivos no desempenho motor dessa população.

Palavras-chave


Atividade física; Equilíbrio postural; Idoso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v12n3.4318

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.