Comparação de perfil epidemiológico e necessidades clínicas entre gêneros de usuários de Unidades de Saúde da Família do município de São Carlos – SP

Patricia Driusso, Ana Silvia Moccellin, Tatiana de Oliveira Sato, Márcia Regina Cangiani Fabbro, Sílvia Helena Zem Mascarenhas, Tânia de Fátima Salvini

Resumo


Introdução: Na atenção à saúde, é preciso considerar diferenças entre gêneros e identificar a prevalência de problemas e de necessidades de saúde. Objetivo: Comparar o perfil epidemiológico e as necessidades clínicas entre homens e mulheres usuários das Unidades de Saúde da Família (USF) do município de São Carlos (SP). Métodos: Realizou-se estudo transversal descritivo, no qual foram entrevistados 5.963 usuários. Utilizou-se um questionário para caracterizar as condições de saúde. Os dados foram analisados de forma descritiva e por meio do teste Qui-Quadrado. Resultados: As mulheres apresentam maior prevalência de hipertensão, diabetes, anemia e distúrbios endócrinos e utilizam mais os serviços de saúde. Os homens apresentam maiores índices de alcoolismo e drogadição. As mulheres têm mais interesse em ações de prevenção de doenças e promoção de saúde. Conclusão: As USFs devem enfatizar ações voltadas à saúde do homem, pois a baixa prevalência de queixas sugere desconhecimento e falta de cuidados nesta população.

Palavras-chave


Atenção primária à saúde; Gênero e saúde; Pesquisa interdisciplinar.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v12n4.4530

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.