Análise das tendências competitivas em jovens atletas praticantes de voleibol

Lidyane Ferreira Zambrin, Ana Carolina Paludo, Oriane de Souza Pinto Martins dos Santos, Antonio Carlos Simões, Helio Serassuelo Junior

Resumo


Introdução: As tendências em competir, vencer e estabelecer metas pessoais não envolvem apenas treinamento físico, técnico e tático, mas também fatores relacionados à preparação psicossociológica. Objetivo: Analisar o comportamento de jovens atletas de voleibol em relação às tendências competitivas (TQ) individuais em competir, vencer e estabelecer metas e verificar possíveis diferenças entre os sexos. Métodos: A amostra foi composta por 241 atletas de voleibol, com idade média de 15,19±1,59 anos e tempo de prática médio de 3,52±2,22 anos. As TQs foram avaliadas pelo Sistema de Avaliação ACS – 2. Para a análise dos dados, foi utilizado o teste de Mann-Whitney, com significância de 5%. Resultados: Os atletas apresentaram os mesmos valores para a tendência em competir (19,00), porém os meninos relataram maior importância para vencer (9,00 vs 10,00±5,00) e estabelecer metas (8,00±3,00 vs 9,00±4,00). Conclusões: Conforme dados analisados inversamente, os atletas apresentaram comportamento expressivo voltado ao estabelecimento de metas.

Palavras-chave


Atletas; Comportamento competitivo; Voleibol.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v14n1.5033

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.