Efeito da Terapia Assistida por Animais nos aspectos motores e interação socioafetiva de um adolescente com paralisia cerebral: um estudo de caso

Jéssica Rodrigues Porto, Louise Bertoldo Quatrin

Resumo


Introdução: A paralisia cerebral é uma sequela de lesão não progressiva, ocorrida no período pré-, peri- ou pós-natal, acometendo o sistema nervoso central em desenvolvimento. A Terapia Assistida por Animais (TAA) é uma alternativa, pouco difundida, de tratamento complementar à fisioterapia em que o animal é parte integrante deste. Objetivo: Analisar o efeito da TAA sobre aspectos motores e socioafetivos de adolescente com paralisia cerebral. Método: Realizou-se pesquisa do tipo estudo de caso com abordagem quanti-qualitativa, com adolescente com paralisia cerebral quadriparética espástica. Os instrumentos utilizados foram Medição da Função Motora Grossa (GMFM-88) e entrevista semiestruturada adaptada com a responsável do adolescente. Resultados: Identificou-se melhora no desenvolvimento motor com escore pré- (52,53%) e pós-terapia (58,32%); e nos aspectos socioafetivos relatados pela mãe do participante nas entrevistas. Conclusão: Observou-se que a intervenção usada é um recurso terapêutico capaz de proporcionar melhora no desempenho motor e também no aspecto socioafetivo do adolescente.

Palavras-chave


Habilidades motoras; Modalidades de fisioterapia; Paralisia cerebral; Terapia assistida por animais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v13n4.5093

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.