Efeitos da Passiflora edulis S. no processo de cicatrização em queimaduras induzidas em camundongos

Esmeralda Maria Lustosa Barros, Dalva Karine Bello Santos, Nayana Pinheiro Machado F. Coelho, Mayara Rafaela Reis, Bianca Gonçalves Bezerra

Resumo


Introdução: Queimaduras levam à destruição parcial ou total dos tecidos expostos. A Passiflora edulis S. trata inflamações cutâneas. Objetivo: Avaliar os efeitos do extrato da Passiflora edulis em queimaduras induzidas em camundongos. Métodos: 30 camundongos, divididos aleatoriamente em três grupos iguais: Controle (C), Queimaduras (Q) e Queimadura tratado com extrato da Passiflora edulis S. (QT) subdivididos em sete e 14 dias. A avaliação qualitativa se baseou na presença de células inflamatória, fibroblastos e organização das fibras colágenas e a quantitativa no programa Image J®, função “cell conter”. Resultados: Houve redução no número das células inflamatórias e aumento no número de fibroblastos no grupo QT aos sete dias, em comparação com os demais grupos. Aos 14 dias observa-se uma organização das fibras colágenas e uma diferença significativa (p<0,001), do número de fibroblastos, quando se relacionam os grupos Q e QT. Conclusão: O extrato da Passiflora edulis S. acelerou o processo de reparo das queimaduras induzidas em camundongos.

Palavras-chave


Passiflora; Queimaduras; Inflamação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v15n1.5783

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.