Validade do perfil de atividade humana para estimar o consumo de oxigênio em atividades submáximas em hemiparéticos crônicos

Bruna Lima Costa Zuquim Nunan, Lorena Lima Pereira, Janaine Cunha Polese, Luci Fuscaldi Teixeira-Salmela

Resumo


Introdução: Instrumentos validados são necessários para a avaliação do consumo e gasto energético de indivíduos hemiparéticos. Objetivo: Investigar a validade concorrente do Perfil de Atividade Humana (PAH) com as medidas diretas de consumo de oxigênio (VO2) durante atividades submáximas de hemiparéticos crônicos. Métodos: Estudo transversal. O VO2 foi avaliado através de ergoespirômetro portátil durante a marcha máxima, habitual e subir/descer escadas. O nível de atividade física foi avaliado pelo PAH, questionário de autorrelato. Utilizou-se para a análise o Escore Ajustado de Atividade (EAA). Resultados: 55 indivíduos participaram do estudo. Observou-se existir correlação estatisticamente significativa, positiva de magnitude fraca entre o EAA do PAH e VO2 na marcha máxima (r=0,37; p=0,009), e de magnitude moderada na marcha habitual (r=0,40; p=0,004) e no teste de subir/descer escadas (r=0,43; p=0,004). Conclusão: Os resultados demonstraram associação entre as medidas autorrelatadas e VO2 em atividades submáximas.

Palavras-chave


Acidente Vascular Cerebral; Consumo de oxigênio; Atividade física; Validade dos testes.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v16n1.7049

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.